Sonhos de laranja e baunilha # Orange and vanilla dreams

 

De que matéria se fazem os sonhos?

Princípio básico:
Para que os sonhos abram, cresçam e fiquem leves precisam de ser estimulados com picadinhas na massa. A quantidade de óleo deve ser generosa porque assim que abrem e crescem,  gostam de dar piruetas de alegria enquanto fervem no óleo quente. Na verdade é assim, entre picadas e viravoltas, trabalho árduo e alegria, que se vão criando os sonhos. E de pedaços inertes de massa cozida passam a  nuvens douradas, doces e fofas.

E enquanto os perfumes quentes da laranja, da canela e da baunilha se misturam no ar, há outros sonhos que vou “cozinhando”:
O meu livro já está a ser trabalhado pela editora. Revisão, provas e tudo o mais que for preciso. Yesss!!
A pessoa que sou e que continuo a criar, o meu trabalho como fotógrafa e food stylist e algumas das pessoas que vou encontrando no meu caminho continuam a dar-me largas e “picadas na massa” que me fazem crescer e dar piruetas de alegria. Por isso, acho que posso dizer que em muitos dos meus dias sou como o sonho fervilhante, que entre a dor das picadas e a alegria das piruetas se abre e expande, esperando um dia ser apenas a tal matéria de que os sonhos doces são feitos.

In English
Of what matter are dreams made of?

Basic principle:
For dreams to open, grow and become light they need to be stimulated with small pricks on the dough. The quantity of vegetable oil must be generous because as they open and grow, they enjoy making pirouettes of joy as they fry in the hot oil. Actually this is what, between pricks and turns, hard work and joy, dreams are made of. And from inert pieces of boiled dough they become sweet and fluffy golden clouds.

And while the warm scents of the orange, the cinnamon and the vanilla mingles in the air, there are other dreams that I´m “cooking”:
My book is already being worked by the publisher. Review, proofs and all that jazz. Yesss!!
The person that I am and that I continue to create, my work as a photographer and food stylist and some of the people I found along my path, continue to give me the space and the “pricks on the dough” that make me grow and make pirouettes of joy. So, for that reason I think I can say that in many of my days I´m like the sizzling dream, that between the pain of the pricks and the joy of the pirouettes, opens and expands, hopping one day to be only that matter of what dreams are made of.

Ingredientes: faz 21 sonhos, usando uma colher de chá como medida
200 gr. de farinha
50 gr. de maizena
50 gr. de açúcar
50 gr. de manteiga sem sal
200 ml de água
200 ml de sumo de laranja
5 ovos médios
1 casca de laranja
1 pau de canela
Pitada de sal
1, 1/2 colher de chá de extracto ou aroma de baunilha
Óleo para fritar
Açúcar para polvilhar
Preparação:
*Num tacho junte a água, o sumo de laranja, o sal, a manteiga, o açúcar, a baunilha, a casca de laranja e o pau de canela e leve ao lume.
*Assim que levanta fervura, tire o tacho do lume e junte as farinhas peneiradas, mexa muito bem e leve ao lume novamente, mexendo sempre até a massa formar uma bola e descolar do fundo  do tacho.
*Coloque a bola de  massa numa taça e mexa com uma colher até ficar morna, de forma a que se possam juntar os ovos sem que eles “cozam”.
*De seguida junte os ovos, um a um, batendo entre cada adição até que cada um seja totalmente absorvido pela massa.
*Leve um tacho com bastante óleo ao lume (o suficiente para que os sonhos possam virar durante a fritura)  e quando estiver bem quente, baixe o lume um pouco para que os sonhos não queimem.
*Coloque colheradas de massa (colher de chá bem cheia) no óleo, não muitas de cada vez porque os sonhos dão cambalhotas enquanto fritam e precisam de espaço para o fazer.
*Enquanto fritam, vão-se picando com um garfo ou até uma agulha fina de tricô. Isto faz com que eles abram, cresçam e fiquem leves e fofos, o que quer dizer que uma colher de chá de massa vai dar origem a um sonho com o triplo do tamanho.
*Quando o óleo à volta dos sonhos deixa praticamente de ferver, é
sinal de que estão prontos a tirar do tacho.
*Assim que saem do tacho, escorrem-se em papel de cozinha.

*Polvilham-se com açúcar em pó, enquanto ainda estão quentes.

Ingredients: makes 21 dreams, using a tsp to mesure
200 gr. Cake flour
50 gr. Corn starch
50 gr. Caster sugar
50 gr. Unsalted butter
200 ml water
200 ml of orange juice
5 medium eggs
1 orange peel
1 cinnamon stick
Pinch of salt
1, 1/2 tsp vanilla extract
Vegetable oil of your choice to fry
Icing sugar for dusting
Preparation:
*Put he water, orange juice, salt, butter, sugar, vanilla, orange peel and cinnamon inside a heavy bottomed pan and take to the heat.
*Once it comes to a boil remove from the heat and stir in the sifted flours until well combined. Take to heat and let the dough cook until it forms a ball and separates from the bottom of the pan.
*Put the dough inside a bowl and stir with a wooden spoon until warm, so you can add the eggs without “boiling” them.
*Add the eggs, one by one, beating between additions until each one is well absorved by the dough.
*Put plenty of vegetable oil inside a pan (enough so the dreams can turn while they fry) and when it´s really hot, low the heat a little so the dreams don´t burn quickly.
*Put heaped  tsps. of dough into the hot oil, not many at once so they have enough space to turn over.
*While the dreams fry prick them with a fork. This is what makes them open , grow and become light and fluffy, which means that a tsp of dough will become a dream with three times that size.
*When the oil around the dreams becomes quiet it means it´s time to remove them from the pan.
*Drain on top of kitchen paper.
*Dust with plenty of icing sugar while they are still hot.

7 thoughts on “Sonhos de laranja e baunilha # Orange and vanilla dreams

  1. Mónica,
    Espero que a tua vida e carreira sejam sempre uma “nuvem dourada doce e fofa” e que tenhas muito sucesso, pois o teu trabalho é fantástico e mal posso esperar por esse teu livro.
    Se há livros portugueses que me apetece ter (e não são muitos), acredita que o teu está no topo da lista.
    Quanto a estes sonhos, a receita vai já comigo, pois fiquei apaixonada não só pelo aspecto, como pelos sabores que adoro!
    Um beijinho,
    Lia

    Gostar

  2. Mónica, em primeiro lugar ADOREI a forma como tão bem descreves os sonhos (de ambos os tipos )
    Em segundo lugar, e como já tão bem sabes, para mim és a melhor a nível Nacional e estás no top internacional também. Fico feliz de saber que isso se está a refletir em algo concreto e sei que mais sonhos se irao concretizar para ti😀
    Enorme beijinho

    Gostar

  3. Adorei ler a tua descrição dos sonhos!
    E como sabes, para mim és uma inspiração e adoro o teu trabalho, as fotografias, toda essa magia que aqui encontro e me faz sonhar.
    Vai bem longe, onde os sonhos te levarem, porque mereces!
    Um beijinho bem doce.

    Gostar

  4. Parabéns pelo livro, tenho que começas a fazer poupanças para tentos livros que quero comprar… é que para mim o digital nunca substitui o prazer de desfolhar um livro bonito como acredito que será o seu…
    Bom Ano

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s