Gaspacho de tomate, physalis e manjericão # Tomato, physalis and basil gazpacho

 

 

O Verão tem um jeito muito próprio de amaciar os dias.

Tenho vindo a aprender a gostar desta estação. Não vivo para vê-la chegar. Eu sou mais de Primaveras e Outonos. Equilíbrio é o que procuro em todas as vertentes da vida, até porque o calor excessivo, praias super lotadas e outros detalhes que a definem não são para mim,  mas ano após ano tenho vindo a valorizar outros aspetos. A luminosidade. A brisa que sustenta todos os perfumes que se soltam com o calor do sol. A pujança doce e colorida das ervas, flores, frutos e árvores.

Este é o meu Verão. A natureza em toda a sua maravilhosa glória. E os frutos que tão generosamente me (nos) dá.

Tomates e physalis. A nossa horta emprestada tem vindo a produzir uma deliciosa colheita. Sabiam que estes dois frutos são, por assim dizer, primos? Sim, os tomates são frutos, não vegetais, tal como os physalis, aquelas bolinhas brilhantes e alaranjadas, carregadas de várias vitaminas do tipo A e vitamina C e com poderes antioxidantes já que são ricas em betacaroteno. Já os tomates não lhes ficam nada atrás em nutrientes super para o corpo. Vitaminas A, B e C, fósforo, cálcio, potássio e magnésio e licopeno, um antioxidante que também faz maravilhas.

Nas últimas semanas tenho comido quantidades copiosas dos dois, especialmente em estado cru, em saladas e em estado liquido, em batidos para o pequeno almoço e gaspachos rápidos, refrescantes e super nutritivos, tal como este que vos ofereço hoje, aqui.

Experimentem e vão ver que é uma das formas mais rápidas e super saborosas de saborear a essência do Verão.

 

In English

Summer has a very own way of softening the days.

I’ve been learning to like this season. I do not live to see it´s arrival. I am more of Spring and Autumn. Balance is what I look for in all aspects of life, even because the excessive heat, overcrowded beaches and other details that define it are not for me, but year after year I have come to appreciate other aspects. The luminosity. The breeze that sustains all the perfumes that are released with the heat of the sun. The sweet and colorful power of herbs, flowers, fruits and trees.

This is my summer. Nature in all its wonderful glory. And the fruits that it so generously give me.

Tomatoes and physalis. Our borrowed vegetable garden has been producing a delicious harvest. Did you know that these two fruits are, so to speak, cousins? Yes, tomatoes are fruits, not vegetables, like physalis, those bright orange balls loaded with various types of vitamins A and vitamin C and with antioxidant powers since they are rich in beta-carotene. Tomatoes are also loaded with super nutrients for the body. Vitamins A, B and C, phosphorus, calcium, potassium and magnesium and lycopene, an antioxidant that also works wonders.

In recent weeks I have eaten copious amounts of the two, especially in the raw state, in salads and liquid state, in shakes, and quick, refreshing and super-nourishing gazpachos, such as the one I offer you here today.

Try it and you will see that it is one of the fastest and super tasty ways to savor the essence of summer.

 

 

 

Ingredientes:

  • 700 g de tomates maduros sem pele nem sementes e cortados em pedaços
  • 200 g de physalis cortados ao meio
  • 3 dentes de alho esmagados
  • 10 folhas grandes de manjericão
  • 200 a 300 ml de água, ou mais se achar necessário
  • Sal a gosto
  • Pimenta preta a gosto

 

Preparação:

  1. Para pelar os tomates faça um corte em cruz no topo de cada um e mergulhe-os por 3 minutos em água fervente.
  2. Deixe arrefecer um pouco e tire a pele que agora deverá sair facilmente.
  3. Coloque todos os ingredientes num liquidificador e triture até que fiquem em puré. Junte mais água se achar necessário.
  4. Retifique os temperos.
  5. Sirva bem frio, como entrada.

 

 

Ingredients:

  • 700 g ripe tomatoes, peeled and desseded, cut into pieces
  • 200 g of physalis cut in half
  • 3 garlic cloves mashed
  • 10 big basil leaves
  • 200 to 300 ml of water
  • Pinch of salt
  • Black pepper to taste

 

Preparation:

  1. To peel the tomatoes make a cross shape cut on top of each one and dip them in boiling water for 3 minutes.
  2. Let it cool a bit and remove the peel will now come out easily.
  3. Put all the ingredients inside a blender and blitz until smooth and velvety, add more water if needed.
  4. Check the seasonings.
  5. Serve cold as a starter.

 

Anúncios

Sopa fria de curgete, pepino e manjericão # Zucchini, cucumber and basil cold soup



Agosto está aqui e com ele a alegria do veraneio em toda a sua glória. Talvez seja uma coisa de vivência acumulada, de pura e simplesmente já não ter pachorra, mas este mês baralha-me a vontade, e se por um lado evito tanto quanto posso embrenhar-me nas praias super lotadas e demais destinos de férias, por outro lado sinto que ainda tenho muito verão para galgar.
Junho e Julho cumpriram bem o seu propósito. Deram-me espaço e tranquilidade para respirar praias e montes entre o norte e o sul, com passagem pela costa da Galiza para esticar o olhar mar adentro numa qualquer esplanada, com uma Estrella Galicia bem fresca, como ancora em terra firme. Pelo meio o meu trabalho, muita terapia de cozinha e clicks na mesma proporção, senão mais, que é como diz o velho ditado: Quem anda por gosto não cansa! E agora Agosto… Este ano, eu e ele, combinamos fazer de tudo para encontar um caminho intermédio. Um pedaço de chão neutro. Nem muito caos, nem muito silêncio. E como cá em casa, antes de tudo o mais, somos aventureiros e andarilhos, ir esta-nos na massa do sangue, sem precisamos de mapas ou planos elaborados. E se tiver de ser em Agosto, pois seja. A vontade e o despredimento são combustível verde que nos leva aonde der a gana.
Mas por enquanto vamos refrescando os dias com uma saborosa sopa fria de curgete, pepino e manjericão, enquanto se vão calcetando outras veredas e marinando outras aventuras fotográficas.

E já agora, este mês poderão encontrar mais um pouco do livro Pratos & Travessas na revista Lux Woman e na revista Prevenir, duas boas companhias para levar para a praia ou para o campo!

E se for o caso boas férias! 🙂

In English
August is here and with it the joy of vacation in all it´s glory. Maybe it´s a thing of accumulated experience, or pure and simply not having the patience but this month shuffles my will and if by one hand I avoid at any cost to embroil myself into the super crowded beaches and other vacation destinations, on the other hand I feel that I still have a lot of Summer to conquer. June and July have fulfilled their purpose. They gave me the space and tranquility to breathe beaches and hills between the north and the south, passing the coast of Galicia and stretch the gaze deep into the sea, in any terrace with a freezing cold Estrella Galicia as an anchor in solid ground. In between my work, a lot of kitchen therapy and camera clicks in the same proportion, if not more, it´s as the old saying goes: Who walks for pleasure doesn´t get tired! And now August… This year we agreed to make the effort to find a middle way. A piece of neutral ground. Not to much chaos, not to much silence. And as here at home, before everything else we are adventurers and wanderers, going is in the mass of our blood and we don´t even need maps or elaborated plans. And if it has to be in August, well be it. The will and the detachment are green fuel that lead us to wherever we want to go.
But for now let´s refresh the days with this tasty zucchini, cucumber and basil cold soup, while we dream about other paths and marinate other photographic adventures.

This month you can find a bit more of  Pratos & Travessas cookbook on Lux Woman and Prevenir magazines, two good companies to take with you to the beach or to the country!

And if it´s the case, happy holidays! 🙂




Nesta sopa fria usei água e não caldo para manter apenas os sabores dos vegetais e erva que entram nela, especialmente a frescura a aroma do pepino e do manjericão.

  • Ingredientes:
    1 kg de curgete com a casca, cortada em pedaços
    2 pepinos médios sem casca, cortados em pedaços
    1 cebola média cortada em pedaços
    2 dentes de alho
    1 molho pequeno de manjericão
    Iogurte grego para servir
    Fio de azeite
    Pitada de pimenta preta
  • Preparação:
    *Coloque todos os ingredientes, menos o manjericão e o pepino, numa panela, encha com água apenas até quase chegar ao nível dos ingredientes, estes não devem ficar cobertos pela água para que a sopa depois não fique aguada, pode juntar mais no fim se achar necessário, tempere com sal e leve ao lume.
    *Coza cerca de 15, 20 minutos, até tudo ficar tenro.
    *Deixe arrefecer até a sopa ficar morna, junte o manjericão e os pedaços de pepino e passe a sopa.
    *Guarde no frigorífico até à hora de servir. Sirva fria com uma colherada de iogurte grego, uma pitada de pimenta preta e um fio de azeite.

In this soup I used water and not broth because I wanted to keep only the taste of the included vegetables and herb, specially the freshness and scent of the cucumber and the basil.

  • Ingredients:
    1 kg zucchini with the peel on and cut into pieces.
    2 medium cucumbers, peeled and cut into pieces
    1 medium onion cut into pieces
    2 garlic cloves
    1 small bunch of basil
    Greek yogurt to serve
    Drizzle of good olive oil
    Pinch of freshly ground  black pepper
  • Preparation:
    *Put all the ingredients into a pan (except for the basil and cucumber), fill with water just enough to barely reach the ingredients, they should not be covered with water to prevent the soup of becoming watery, you can adjust the water at the end, season with salt and take to the heat.
    *Boil for 15 to 20 minutes until tender.
    *Let it cool, add the basil the cucumber and blitz until smooth.
    *Keep in the fridge until serving time. Serve with a dollop of greek yogurt, a pinch of black pepper and a drizzle of olive oil.

 

Sopa de funcho e espinafres # Fennel and spinach soup

Há na terra uma calmaria mágica. Um ritmo diferente que bate compassado, sem pressas, nos recantos mais profundos do coração. Se esse ritmo tivesse cor seria verde, verde como um tapete felpudo de folhas tenras de espinafres, salpicados por gotas de água fresca num qualquer fim de tarde vagaroso.
In English
There´s a magical calmness in the earth. A diferent pace that beats unhurried in the deepest recesses of the heart. If this pace had color it would be green, like a shag rug of tender spinach leaves, sprinkled by drops of fresh water in some leisurely late afternoon.

 

 

 

 

 

 

Ingredientes:
200 g de folhas de espinafres
2 bolbos de funcho cortados em pedaços
2 courgettes médias descascadas
1 cebola média cortada em pedaços
2 dentes de alho
1,5 lt de caldo de vegetais de boa qualidade ou água
2 colheres de sopa de azeite
Sal a gosto
Mozzarella para servir
Pimenta preta acabada de moer para servir

Preparação:
*Numa panela frite a cebola no azeite quente até ficar macia.
*Junte os restantes ingredientes e deixe cozer até tudo estar tenro. Tempere com sal.
*Passe a sopa com a varinha mágica e junte mais caldo ou água se achar necessário.
*Leve de novo ao lume e junte as folhas de espinafres.
*Coza 2 a 3 minutos e sirva com um pedaço de mozzarella e pimenta preta.

Ingredients:
200 g spinach leaves
2 fennel bulbs, cut into pieces
2 zucchinis, cut into pieces
1 medium onion, cut into pieces
2 garlic cloves
1,5 lt of good quality vegetable stock or water
2 tbsp olive oil
Salt to taste
Mozzarella to serve
Freshly ground black pepper to serve

Preparation:
*In a heavy bottomed pan fry the onion in the hot olive oil until soft.
*Stir in the remaining ingredients and cook until tender. Season with salt.
*Blitz the soup and add more stock or water if needed.
*Take to the heat and add the spinach leaves.
*Cook for 2 to 3 minutes and serve with a piece of mozzarella and a bit of black pepper..