A nossa viagem à Irlanda e as minhas panquecas de banana e gengibre # Our trip to Ireland and my banana, ginger pancakes

panquecas0

 

Aterramos em Dublin debaixo de um céu fechado e uma chuva chata, cortesia de um início de Fevereiro em terras mais a norte, em jeito de benção na nossa primeira viagem à Irlanda.

A nossa primeira paragem, ainda com malas atreladas e tudo só podia ser um bar, não um bar qualquer mas sim o clássico e deslumbrante The Bank que fica no coração da cidade em College Green. O espaço que foi em tempos um banco, foi criado no Sec. XIX e é um exemplo do esplendor vitoriano, em cada detalhe artístico da construção. Tudo aqui é para lá de bom.

Continue reading “A nossa viagem à Irlanda e as minhas panquecas de banana e gengibre # Our trip to Ireland and my banana, ginger pancakes”

Smoothie de manga, gengibre, laranja e cidreira # Mango, ginger, orange and lemon balm smoothie

Um mundo perfeito, idealizado passo a passo, onde todas as manhãs seriam coroadas com pequenos almoços pantagruélicos. Uma mesa linda. Toalha branca, imaculada. Copos, pratos, talheres, flores frescas. Cortinas de linho esvoaçantes. Os pássaros a chilrearem ao longe.  O pacote completo. Tudo bonito, leve, intocado. Nesse mundo perfeito eu, tal qual uma “Stepford Wife” deslizaria entre a cozinha e a mesa como o mais puro éter, sempre no meu melhor, sem uma pestana fora do lugar… mas…
O meu mundo é outra história. Apesar de ser uma pessoa que gosta das manhãs, que sou, ao acordar as olheiras nunca me poupam e nunca paro para contar as pestanas. A verdade é que nos dias da semana, mais do que fantasia ou romantismo o que eu preciso é de rapidez, necessária para enfrentar os horários impostos. Deslizar como éter seria sem dúvida um super poder mais que bem vindo mas o melhor que consigo fazer é evitar tropeçar em mim mesma. Dito isto, aqui em casa desde que adotamos os pequenos almoços rápidos/nutritivos/líquidos e polposos nunca mais olhamos para trás.
Enquanto em território de sumos, batidos e smoothies os dois últimos são o meu “pedaço de chão”. São mais encorpados e com a vantagem de aproveitarem sumo + fibras que é como quem diz: Nada se perde, tudo se transforma. Não obedecem a uma ciência exata, muito menos exigem uma técnica especial. É só ir com a corrente, escolhendo os ingredientes que mais se gosta e ajustando os níveis de doçura/ acidez. Cá em casa é a forma mais rápida e eficaz de produzir um pequeno almoço rico e nutritivo durante a semana de trabalho.
E este com sabor tropical de manga, gengibre, laranja e cidreira é mais um dos nossos preferidos!
Entretanto o livro e eu temos andamos por outras paragens. Vejam abaixo:
Quero também dizer-vos que vou estar na Feira do Livro de Lisboa no dia 10 de Junho pelas 16:00, para uma sessão de autógrafos.
Vou gostar imenso de ver-vos lá! Mas entretanto ainda falámos!!
In English
 
A perfect world, created step by step, where every morning would be crowned with breakfast feasts. A beautiful table. White, immaculate towel. Glasses, dishes, silverware, fresh flowers. Fluttering linen curtains. Birds singing at the distance. The whole package. Everything pretty, light, untouched. In this perfect world I, like a “Stepford Wife” would slide as the purest ether between the kitchen and the table, always at my best, without an eyelash out of place… but…
My world is a different storie. Despite being a morning person, that I certainly am, dark circles never spare me and I never stop to count my lashes. The truth is that during the week days, more than fantasy and romanticism what I need is speed, necessary to meet the schedules. Slipping as ether would undoubtedly be a super power more than welcome, but the best I can do is avoid tripping over myself. That said, here at home since we adopted quick/nutritious/pulpy/liquid breakfasts we never looked back.
While on juices, smoothies and shakes territory, I must say that the last two are my “backyard”. They are more full bodied and have the advantage of using up juice + fibers which is the same as saying: Nothing is lost, everything is transformed. They don´t obey to an exact science, much less require a special technique. You just have to go with the flow, choosing the ingredients you like the most and adjusting the levels of sweetness/acidity
Here at home IS the most quick and effective way to produce a rich and nutritious breakfast during the working week.
And this one with tropical flavor of mango, ginger, orange and lemon balm is another one of our favorites!
In the meantime I leave you here:
This feature. Thank you Sapo Lifestyle!
This interview. Thank you  Máxima Magazine!
I will also be at the Lisbon Book Fair by June 10th at 16:00, for my book signing.
I would love to meet you there! But I´ll get back to you all before that.
  • Ingredientes: faz cerca de 600 ml de smoothie
    220 g de manga (sem casca nem caroço)
    120 g de iogurte natural (1 iogurte)
    Sumo de 2 laranjas pequenas, ou 1 grande
    1 colher de chá rasa de gengibre ralado
    4 folhas médias de cidreira
    6 cubos de gelo
  • Preparação:
    *Ao cortar a manga guarde os sucos que vão caindo.
    *Junte todos os ingredientes no liquidificador e triture até ficar macio.
    *Sirva decorado com folhinhas de cidreira.

 

  • Ingredients: makes about 600 ml of smoothie
  • 220 g mango (without peel or pit)
    120 g plain yogurt
    Juice of 2 small oranges or 1 big
    1 tsp minced ginger
    4 medium lemon balm leaves
    6 ice cubes
  • Preparation:
    *As you cut the mango keep the dropping juices.
    *Put all the ingredients inside a blender and blitz until smooth.
    *Serve the smoothies with tiny lemon balm leaves.

Panquecas de espelta e abóbora com kumquats escalfados # Spelt and butternut squash pancakes with poached kumquats

Passei os primeiros dias chuvosos deste novo ano entre Monção, Tangil, Sistelo, Castro Laboreiro e Peneda. Os montes do Norte, verdes e agrestes, continuam a ser o meu chão sagrado e ainda que tenham sido dias de Inverno fechado e quase sem possibilidade de fotografar, compensei a ronha do S. Pedro com a magia bucólica de uma lareira acesa, reconfortada por travessas de cabrito assado, por sopas bojudas e por nacos de vitela, regados a bom tinto. Mas agora, de volta a casa e ao muito que é de todos os dias, é tempo para as primeiras panquecas do ano. Abóbora manteiga (nunca me canso!), espelta, mel, kumquats escalfados com açúcar amarelo… Enfim, uma versão mais fofa e virtuosa, assim como que a modos de rapariga bem comportada que tenta, como quem não quer a coisa,  sacudir do sistema as muitas fatias de bolo rei e pão de ló com queijo da serra que alegraram as festas e que cá entre nós nunca são de mais, e ainda menos no Natal!

Um bom ano para todos!

 

In English

I spent the first rainy days of this new year between Monção, Tangil, Sistelo, Castro Laboreiro e Peneda. The green and untamed northern hills are still my holly ground and although they were closed winter days with almost no possibility of shooting, I made up for St. Peter´s wiles with the bucolic magic of a roaring fireplace, comforted by platers of roasted kid, bulging soups and veal chuncks, washed down with good red.

But now and back home and to everyday life It´s time for the first pancakes of the year. Butternut squash (I never get tired of it!), spelt, honey, kumquats poached with light brown sugar… Well, I think you get the picture. A fluffier, more virtuous version, as if I were a good behaved girl, trying, indifferently,  to shake up from the system the many slices of bolo rei (portuguese fruit cake) and Pão de ló (portuguese light sponge cake) with Serra cheese that brighten the holidays and that, just between us, are never to many, let alone at Christmas time!
Wishing you all a great year!

 

 

 

Panquecas de espelta e abóbora com kumquats escalfados 

 

Ingredientes: faz 5 panquecas médias/grandes
220 g de farinha de espelta
120 g de abóbora manteiga em puré
100 ml de leite meio gordo
4 colheres de sopa de mel claro (usei de urze)
2 colheres de chá de fermento em pó
2 gemas
2 claras batidas em castelo

Kumquats escalfados:
150 g de kumquats cortados ao meio
100 ml de água
50 g de açúcar amarelo

Para servir:
Iogurte natural
Pistachios picados

Preparação:
*Coloque os kumquats num tacho pequeno e cubra com a água e o açúcar. Leve a lume médio com o tacho tapado e deixe ferver por 10 minutos, mexa um pouco para ajudar a dissolver o açúcar.
*Deixe arrefecer.
*Faça a massa das panquecas misturando a farinha com  puré de abóbora, o fermento, as gemas, o mel e o leite, até tudo ficar ligado mas sem mexer demasiado.
*Junte por fim as claras batidas, em movimentos suaves, envolvendo a massa levemente.
*Aqueça muito bem uma sertã anti aderente e verta colheradas de massa na mesma. Pode fazer as panquecas maiores ou mais pequenas, como mais gostar. Depois das primeiras panquecas estarem prontas,  baixe um pouco o lume para que as seguintes não queimem.
*Assim que aparecerem bolhas na superfície das panquecas vire-as e deixe cozer 1 a 2 minutos do outro lado.
*Sirva com iogurte ou mel, pistachios e os cítricos kumquats escalfados.

 

 

Spelt and butternut squash pancakes with poached kumquats

Ingredients: makes 5 medium/large pancakes
220 g spelt flour
120 g butternut squash puree
100 ml semi skimmed milk
4 tbsp clear honey
2 tsp baking powder
2 yolks
2 whites, beaten until firm

Poached kumquats:
150 g kumquats halved
100 ml water
50 g light brown sugar

To serve:
Plain yogurt
Chopped pistachios

Preparation:
*Put the kumquats inside a medium saucepan, cover with the water and sugar and take to medium heat with the lid on. Cook for 10 minutes until the sugar dissolves and the fruits are translucent.
*Let it coll completely.
*For the pancake batter, mix the flour, pumpkin puree, baking powder, yolks, honey and milk until well combined but without over mixing.
*Fold in the egg whites softly, in light movements.
*Heat a non stick frying pan and once it´s really hot pour spoonfuls of batter. You can make the pancakes bigger or smaller, it´s up to your taste. Once the first batch of pancakes is ready, low the heat just a little to prevent  the next batches from burning.
*When the surface of the pancakes start to bubble it´s time to flip them, cook for another 1 or 2 minutes.
*Serve with yogurt or honey, pistachios and the soft, citrusy kumquats.