Esparguete cremoso com frango, cebolas caramelizadas e estragão # Creamy spaghetti with chicken, caramelized onions and tarragon

pasta0

 

 

Doce, cremoso, herbal, caloroso… este é um esparguete de muitos adjetivos. Um esparguete de regresso a casa e à cozinha caseira…

Mas antes estivemos na Serra. Algures onde a Beira Alta se funde com a Beira atlântica fica a Serra do Caramulo, onde por três dias nos desprendemos de tudo, menos da terra que trilhamos, feita de florestas, laranjais e cursos de água cristalina. Já os trilhos do estômago esses levaram-nos pela tradição serrana afora. Do cabrito assado, à vitela de Lafões, do arroz de entrecosto marinado aos copos de tinto e espumante branco bruto, com gin puro e margaritas a abrirem as nossas noites e a darem alento aos músculos cansados. Preciso destes dias verdes e silenciosos como do pão para a boca. Vivo na cidade por engano do destino que só pode ter confundido as rotas quando me largou no mundo. Mas sei que nada é por acaso, mesmo os enganos têm o seu propósito.

Passámos também em Molelos para conhecer a olaria tradicional da zona, as famosas louças de barro preto. Trouxe algumas comigo, feitas pelas mãos da D. Fernanda Marques, oleira de terceira geração que nos desvendou as manhas de uma das peças mais emblemáticas, as cantarinhas de segredo. Mas esse, o segredo, deixo para que o descubram caso um dia passem por lá.

Guardei tudo o que pude deste início de Outono. Os campos de abóboras porqueiras, os muitos castanheiros carregados de ouriços ainda verdes e a luz de um sol que agora é mais ameno. Vi réstias de cebolas penduradas nas paredes alheias e para saciar a vontade de comida caseira, quando cheguei a casa fiz cebolas caramelizadas que ficam deliciosamente doces e levemente fumadas e usei-as neste esparguete…

…Doce, cremoso, herbal, caloroso.

In English

Sweet, creamy, herbal, hearty… this is a spaghetti of many adjectives. A homecoming spaghetti, and my return to home cooking…

But before we went to the Serra. Somewhere where the Beira Alta merges with the Beira atlântica is the Serra do Caramulo, where for three days we disconnected from everything but the land we hiked, made of forests, orange groves and crystal clear watercourses. As for the stomach trails those led us deep into the mountain tradition. From roast goatling to the veal from Lafões, to marinated pork ribs rice, to glasses of red and sparkling white, with pure gin and margaritas opening our nights and giving liveliness to our tired muscles. I need these green and silent days as bread to the mouth. I live in the city by mistake of fate, that can only have confused the routes when it drop me in the world. But I know that nothing is by chance, even mistakes have their purpose.

We went also to Molelos to know the traditional pottery of the area, the famous black pottery ware. I brought some with me, made by the hands of D. Fernanda Marques, potter of third generation she unveiled us the wiles of one of the most emblematic pieces, the secret of Cantarinhas. But this, the secret, I leave you to discover if you ever visit the village.

I kept everything I could from this early autumn. Fields of pumpkins, many chestnut trees laden with unripe urchins and the light of a sun that now is much milder. I saw strings of onions hanging on other people’s walls and to satisfy my craving for homemade food, when I got home I Caramelized onions that taste deliciously sweet and lightly smoked and then I used them in this spaghetti …

… Sweet, creamy, herbal, hearty.

 

cebolas0

ervas0

laranjais0

agua0

bagas0

land0

floresta0

cebola-caram

Esparguete cremoso com frango, cebolas caramelizadas e estragão

Fazer cebolas caramelizadas leva o seu tempo mas são uma base de sabor insuperável para todo o tipo de receitas. Pode fazer uma grande quantidade para guardar para outra altura tendo em conta que as cinco cebolas que usei nesta receita ficaram reduzidas a mais ou menos 1/4 do volume inicial. Se as caramelizar em azeite poderá guardá-las no frio, num frasco ou caixa de plástico bem fechados por uma semana, já que o azeite é um conservante natural.

Ingredientes: 4 pessoas

  • 500 g de esparguete
  • 3 peitos de frango
  • 300 ml de natas
  • 3 colheres de sopa de estragão seco
  • Sal a gosto
  • Parmesão ralado a gosto

Para a cebola caramelizada:

  • 5 cebolas médias/grandes cortadas em rodelas
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • Sal a gosto

 

Preparação:

  1. Comece por fazer as cebolas caramelizadas.
  2. Num tacho ou sertã coloque o azeite e assim que estiver quente junte as rodelas de cebola.
  3. Cozinhe em lume médio, mexendo de vez em quando para que as cebolas amaciem por igual, o que para esta quantidade demora entre 7 a 10 minutos. Quando murcharem baixe o lume para o mínimo e continue a mexer de vez em quando, vigiando. Se usarem uma sertã ou tacho de fundo não muito espesso o processo demorará mais 30 minutos, até que a cebola comece a ganhar cor, num tacho de fundo espesso demorará um pouco mais. Nesta altura convém estar atento para que não queimem no fundo. Pode caramelizar as cebolas por mais ou menos tempo, se as quiser mais escuras cozinhe por mais um pouco, mexendo e vigiando.
  4. Coza os peitos de frango em bastante água com sal, passados 10 minutos junte o esparguete e mexa com um garfo para soltar os fios de massa, coza por mais 10 a 12 minutos até a massa ficar al dente.
  5. Escorra, passe a massa por água fria e desfaça os peitos de frangos.
  6. Leve uma sertã larga ao lume e misture o esparguete com o frango, o estragão e as cebolas caramelizadas, mexa bem, junte as natas, volte a mexer e está pronto a servir.
  7. Polvilhe com parmesão ralado a gosto.

 

 

Creamy spaghetti with chicken, caramelized onions and tarragon

To make caramelized onions takes time but it´s an unsurpassed  flavor base for all kinds of recipes. You can do a lot to save for another time taking into account that the five onions used in this recipe were reduced to about 1/4 of the initial volume. If you caramelize them in olive oil, you can keep them in the fridge, in a jar or well-sealed plastic box for a week, since olive oil is a natural preservative.

 

Ingredients: serves 4

  • 500 g spaghetti
  • 3 chicken breasts
  • 300 ml single cream
  • 3 tbsp dry tarragon
  • Salt to taste
  • Grated parmesan to taste

For the caramelized onions:

  • 5 medium/large onions cut into rounds
  • 3 tbsp olive oil
  • Salt to taste

Preparation:

  1. Start by making the caramelized onions.
  2. In a saucepan or frying pan put the olive oil and when it´s hot add the onion rings.
  3. Cook over medium heat, stirring occasionally so the onions soften and cook evenly, which for this amount takes between 7 to 10 minutes. When wilt reduce the heat to the lowest and continue to stir occasionally, watching. If you use a fryer or pan with a bottom not too thick the process will take another 30 minutes, until the onions are caramelized, I´ve used a cast iron pan so it took me a bit longer. At this point you may want to be careful not to burn the onions. You can caramelize the onions for more or less time, if you want them darker cook for a little longer, stirring and watching.
  4. Bake the chicken breasts in plenty of water with salt, after 10 minutes add the spaghetti and stir with a fork to loosen the threads of pasta, bake for another 10 to 12 minutes until the pasta is al dente.
  5. Drain, rinse the pasta with cold water and shred the chicken breasts.
  6. Take a large frying pan to the heat and stir the spaghetti with the chicken, tarragon and caramelized onions, stir well, add the cream, stir again until everything is well coated and is ready to serve.
  7. Sprinkle with grated Parmesan to taste.

 

pasta-done0

 

Penne no forno com bacon, cogumelos, espinafres e alcaparras # Baked penne with bacon, mushrooms, spinach and capers

 


A morrinha passou como se fosse um feitiço pesado, que derreteu terra adentro sob o sol quente da manhã. Estou de volta a mim mesma com a vontade renovada de fazer coisas bonitas. De viver coisas bonitas.

Enquanto isso  o meu livro segue o seu curso. Está quase! Está quase! Tenho tanto para vos contar sobre ele que na altura certa vou fazer o melhor para “empacotar” os quase dois anos que me levou a criá-lo numa postagem. Ainda não sei bem como! Mas vai ser com certeza especial.

Assim por agora podem encontrar-me quase sempre entre o estúdio e a cozinha, entre louças, sacos de compras e guidelines. Ou então pelas ruas velhas de Gaia e do Porto, a prolongar o olhar no vôo das gaivotas. A aprender novos rituais amorosos com as pombas ou a namoriscar com as casas de velharias. Tudo isto com direito a patuscar numa qualquer tasca manhosa mas afamada, onde ainda se come boa comida tradicional e onde ainda se diz petiscos e não tapas. Olé!!

Mas há depois o outro lado. A casa. O ninho. Onde cozinhar é antes de tudo uma necessidade, sem tempo nem espaço para ser capricho ou fantasia foodie. Quem me dera!! A verdade é que por aqui há uma quantas bocas para alimentar, e outros tantos estômagos para alegrar. Eu trabalho em casa e pelo meio gerencio as três refeições do dia e apesar de uma vez por outra fazer a viagem de emergência até ao take away mais próximo – sim, eu confesso –  continuo a ser uma perfeita idiota por comida caseira. A minha comida caseira. Como este penne no forno, com bacon, cogumelos, espinafres, alcaparras, envolvido em tomate, pasta de azeitona e iogurte.

Cremoso, cremoso, cremoso.

In English
The drizzle has passed, as if it was some kind of heavy spell, that melted deep into the ground under the hot morning sun.
I´m back to myself with a renewed willingness to make beautiful things. To live beautiful things.

In the meantime my book takes it´s course. Almost here! Almost here! I have so much to tell about it that in the right time I will do my best to “package” the almost two years that took me to create it into a post. I don´t know how I´ll do it yet! But it will be something special.

So, for now you can find me most of time between the studio and the kitchen, between props, groceries bags and guidelines. Or through the old streets of Gaia or Porto, extending the look in the flight of seagulls. Learning new love rituals with the doves or flirting with thrift shops. All of this with the right to have a bite in any sly but renowned tavern, where you can still eat good traditional food and where it´s still said petiscos and not tapas. Olé!!

But then there is the other side. The home. The nest. Where cooking is before anything else a necessity, with no time or space to be a whim or foodie fantasy. I wish!! The truth is that here there are many mouths to feed and as many stomachs to cheer. I work from home and in the middle I manage three meals a day and despite I occasionally make the emergency trip to the local take away – yes, I confess – I continue to be a perfect sucker for homemade food. My homemade food. Like this baked penne with bacon, mushrooms, spinach, capers, involved in tomato, black olive paste and yogurt.

Creamy, creamy, creamy.

 

Ingredientes: 4 pessoas
300 g de penne ziti
100 g de cogumelos marrom cortados em pedaços ou fatias
100 g bacon cortado em tirinhas
10 folhas de manjericão grandes
100 g espinafres
1 cebola picada finamente
2 dentes de alho ralados
2 latas de tomate pelado, escorrido e picado grosseiramente
1 colheres de sopa de alcaparras
1 colher de sopa de pasta de azeitona preta
2 colheres de sopa de azeite
3 colheres de sopa de iogurte grego natural
100 g de queijo mozzarella ralado
Queijo parmesão agosto para polvilhar
Sal a gosto
Pimenta preta acabada de moer, a gosto

Preparação:
*Pincele uma assadeira com azeite e reserve.
*Coza o penne em bastante água temperada com sal por 7 minutos. Escorra e passe por água fria. Volte a escorrer e reserve.
*Num tacho frite a cebola e o bacon no azeite quente até a cebola começar a ganhar cor. Junte o alho, os cogumelos, os espinafres, as alcaparras e o manjericão e refogue por 5 minutos.
*Junte os tomates picados, a pasta de azeitona, mexa e refogue por mais 5 minutos. Junte o iogurte, o mozzarella, tempere com um pouco de sal (lembre-se que o bacon é bastante salgado) e pimenta e mexa muito bem para envolver todos os ingredientes e tire do lume.
*Pré aqueça o forno a 200º, marca 6 do fogão a gás.
*Misture a massa cozida com o molho de cogumelos, bacon, espinafres e manjericão.
*Envolva tudo muito bem e coloque na assadeira e leve ao forno por 20 minutos.
*Tire do forno e polvilhe com parmesão ralado.

Ingredients:
300 g of penne ziti
100 g cremini mushrooms cut into pieces or slices
100 g smoked bacon cut into stripes
10 big basil leaves
100 g spinach leaves
1 onion thinly chopped
2 minced garlic cloves
2 cans of peeled tomatoes, drained and chopped
1 tbsp of capers
1 tbsp black olive paste
2 tbsp of good olive oil
3 tbsp greek yogurt
100 g mozzarella cheese
Parmesan cheese to taste for sprinkling
Salt to taste
Freshly ground black pepper to taste

Preparation:
*Brush a baking dish with olive oil and put aside for later.
*Cook the pasta in plenty of salty water for about 7 minutes. Drain, rinse under cold water, drain again and reserve.
*In a heavy bottomed pan fry the onion and bacon  in the hot olive oil, until the onion begins to gain color. *Stir in the garlic, mushrooms, spinach, capers and basil and cook for 5 minutes.
*Stir in the tomatoes, the black olive paste and cook for 5 minutes more. Add the yogurt and the mozzarella, season with a bit of salt (keep in mind that bacon is salty) and pepper  and mix well to combine all the ingredients. Remove from the heat.
*Fold the pasta into the delicious sauce.
*Put the pasta into the baking dish and bake for 20 minutes.
*Remove from the oven and sprinkle with some parmesan.

 

 

Esparguete com molho de tomates secos ao sol, espinafres e cogumelos marrom # Spaghetti with sun dried tomatoes sauce, spinach and cremini mushrooms


Eu e as massas temos um caso com muitas faces. Começou por ser uma coisa familiar, de meninez, com os saudosos e monumentais esparguetes da minha avó, fios de massa refestelados num molho quente, espesso e gomoso de carne e vegetais deliciosamente estufados. A base de sabor que ficou. Chão firme e sagrado de todos os cozinhados que estavam por vir.
Anos mais tarde, algures numa cozinha alheia, eu e ele criámos memórias intemporais com cheiro e sabor de esparguete com búzios e molho de tomate. Uma mistura doce e aromática, de beijos, maresia e sol de Verão.
E agora que já não sou menina. E que os dois que somos se multiplicaram em quatro, o meu caso com as massas já não é só meu. Não obedece a regras nem conhece limites. Toma a forma e o sabor que quer, mesmo que seja em tom vegetariano: Um esparguete com molho de tomates secos ao sol, com espinafres e cogumelos marrom, uma das muitas faces de uma das massas de todos os dias.
In English
Me and pasta, we have an affair with many faces. It started as a family thing, of the childwood, with the wistful and monumental spaghetties that my grandmother used to cook, strings of pasta ensconced in a hot, thick and starchy sauce made of deliciously stewed meat and vegetables. The base of flavor that remained. Firm and holy ground of all the cooking yet to come.
Years later, somewhere, in someone else´s kitchen, we (he and I) created timeless memories with the scent and taste of spaghetti with buzios and tomato sauce. A sweet and aromatic blend of kisses, sea brise and Summer sun.
And now that I´m not a child anymore. And that the two that we are multiplied into four, my affair with pastas is not only mine any more. It doesn´t obey rules neither it knows any limits. It takes the shape and taste it wants even if it´s in a vegetarian tone: Spaghetti with sun dried tomatoes sauce with spinach and cremini mushrooms, one of the many faces of an everyday pasta.











Ingredientes: 2 pessoas
250 g de esparguete
2 colheres de sopa de azeite
120 g de cogumelos marrom pequenos
60 g de folhas de espinafres
Parmesão ralado, a gosto
Folhas de oregãos frescos
Sal a gosto

Molho de tomate seco:
2 colheres de sopa de azeite
1 cebola média picada finamente
2 dentes de alho ralados
1 colher de chá de mel
370 g de tomates secos, escorridos
400 ml de caldo de vegetais
1 folha de louro
1 colher de sopa de folhas de oregãos frescos
Sal a gosto
1 colher de chá de grãos de pimenta rosa

Preparação:
*Faça o molho fritando a cebola picada no azeite quente até ficar alourada, junte o alho ralado, os tomates secos ligeiramente picados, o mel, a folha de louro, os oregãos, a pimenta rosa e o caldo de vegetais, Deixe levantar fervura e tempere com sal. Deixe ferver em lume médio por 15 minutos, até os tomates amaciarem e absorverem parte do caldo. Tire do lume, deixe arrefecer um pouco e triture tudo num liquidificador.
*Coza o esparguete em bastante água temperada com sal, até al dente. Escorra e passe por água fria, reserve.
*Num tacho aqueça o azeite e salteie os cogumelos cortados em quartos, apenas por alguns minutos e junte as folhas de espinafres. Assim que começarem a murchar junte o esparguete (passe por água fria se estiver com goma e escorra bem) e  umas quantas colheres de sopa do molho de tomates secos, a gosto. Mexa delicadamente e sirva polvilhado com folhas de oregãos frescos, parmesão ralado e um pouco de crème fraiche em cima.

Ingredients: serves 2
250 g spaghetti
2 tbsp olive oil
120 g small cremini mushrooms
60 g spinach leaves
Grated parmesan to taste
Fresh oregano leaves
Salt to taste

Sun dried tomato sauce:
2 tbsp olive oil
1 medium onion, chopped
2 garlic cloves, minced
370 g sun dried tomatoes, drained
1 tsp of honey
1 bay leaf
400 ml of vegetable stock
Salt to taste
1 tsp of red peppercorns

Preparation:
* Make the sauce frying the onion in the hot olive oil until slightly golden, add the garlic, the sun dried tomatoes slighly chopped, the honey, bay leaf, oregano, peppercorns and the stock. Let it come to a boil and season with salt to taste. Cook in medium heat for aprox. 15 minutes until the tomatoes soften and absorb part of the stock. Remove from the heat, let it cool a bit and blitz.
*Cook the pasta in plenty of salty water until al dente, Drain and rinse under cold water, reserve.
*Heat the olive oil and fry the mushrooms cut into quarters, just for a couple of minutes, stir in the spinach leaves and as soon as they start to wither, add a few table spoons of the tomato sauce to taste and the pasta previously rinsed under cold water and drained. Stir slowly until well combined and serve with a few fresh oregano leaves, grated parmesan and a bit of crème fraiche on top.