Fritos de bacalhau com chili e tomates secos # Cod, chili and sun dried tomatoes fritters

Com o passar dos anos e apesar de ter nascido na cidade, aprendi que os montes, os campos e as matas têm um ascendente muito mais forte sobre mim. Muito mais do que qualquer apelo sedutor de civilização. Gosto do silêncio, intercalado com conversas tranquilas e o cantar do vento, das águas correntes e dos pássaros. Gosto de poder gozar o privilégio de esticar o olhar até onde é humanamente possível, através de planícies e pastos sem fim. É por isso que de tempos a tempos deixo quase tudo para trás e regresso ao meu elemento, a terra.

A Quinta da Rabaçosa fica na aldeia com o mesmo nome, na vila de Mões, Castro Daire. É um pedaço verdejante de paraíso, feito de jardins em desnível onde pousam pequenas casas de xisto, com varandas de madeira rendilhada. Um mundo de detalhes rústicos e pitorescos que quase parece tirado de um qualquer conto mágico. Ao fundo a piscina e um relvado amplo e do lado oposto o recinto dos cavalos.  E como que a coroar este cenário idílico,  o som constante da água a correr no rio Paiva, que atravessa o fundo da propriedade, por entre árvores, ervas e rochas cobertas de musgo.

O objetivo inicial desta viagem era fazer um levantamento fotográfico da variedade da paisagem natural desta zona e a melhor forma de o fazer é explorando trlhos. A Fátima (que é uma simpatia), a proprietária da quinta falou-nos de vários, mas o das levadas tinha a grande vantagem de começar e acabar na propriedade. Um percurso de quase 12 km por entre monte, lameiros, aldeias e floresta. Este foi o trilho mais completo, com a paisagem mais diversificada que fiz até hoje e provavelmente dos mais radicais, já que tivemos que atravessar a correnteza de uma pequena parte do rio, com água até ao traseiro e a fazer figas para nos equilibrarmos sem deixar o equipamento cair na água. Contas feitas foi uma pequena aventura fantástica, bem à nossa medida num cenário natural lindíssimo. No mesmo dia fizemos ainda o trilho dos carvalhos que atravessa algumas das aldeias de Castro Daire com os seus vastos pastos e planícies.

O tempo nestas viagens de descoberta nunca é demais e por isso mesmo ficou muito por conhecer. Mas é bom deixar a vontade e a curiosidade bem despertas, até porque regressar à Quinta da Rabaçosa e voltar a encontrar a Fátima vai ser sempre uma coisa boa 🙂

Continua…

In English
Over the years and despite of being born in the city, I learned that the hills, fields and forests have a much stronger ascendent over  me. Much more than any seductive appeal of civilization. I like the silence, interleaved with quiet conversations and the singing of the wind, the running waters and the birds. I like to be able to enjoy the previlege of stretching the view as far as is humanly possible, across plains and endless pastures. That´s why from time to time I leave almost everything behind and return to my element, the earth.

The Farm of Rabaçosa stays in the village with the same name, in Vila de Mões, Castro Daire. It´s a verdant piece of eden, made of uneven gardens were small schists houses lay with lacy wood balconies. A world of rustic and picturesque details that almost seems out of a magical tale. Down there´s the pool and a large lawn and on the opposite side the enclosure of the horses and the constant sound of running water, in the Paiva river that crosses the end of the property, among trees, herbs and moss covered rocks.

The main purpose of this trip was to make a photographic survey of the variety of the natural landscape of the area and the best way to do that is by exploring rails. Fátima (she is wonderful) the owner of the farm told us about several tracks but the one of the Levadas had the advantage of beginning and ending at the property. A journey of almost 12 km among hills, fields, villages and forest. This was the most complete track, with the most diverse landscape I´ve ever done and probably the most radical since we had to cross a small part of the river with running water up to our booty and crossing our fingers so we could make the crossing without letting the equipment fall into the water. Accounts made it was a great little adventure in a beautiful natural scenery. On the same day we also did the trail of the oaks, which crosses some of the Castro Daire villages with it´s vast pastures and plains.

Time in these journeys of discovery is never enough and therefor much was left to be seen. But it´s good to leave the will and curiosity well awakened and nevertheless, returning to Quinta da Rabaçosa and seeing Fátima once again will always be a good thing 🙂

Continues…

 













 

Ingredientes:18 fritos aprox.
400 g de bacalhau demolhado
200 g de farinha
200 ml de água de cozer o bacalhau
200 ml de leite
7 ovos
60 g de tomates secos ao sol, finamente picados
2 colheres de sopa de chili vermelho picado
Sal a gosto
Pimenta preta acabada de moer, a gosto
Óleo de milho ou girassol para fritar
Molho de chili doce para servir

Preparação:
*Leve o bacalhau ao lume num tacho com água. Assim que levantar fervura, tire do lume e deixe arrefecer na água.
*Noutro tacho ponha a água (parte da que usou para cozer o bacalhau) , o leite e uma boa pitada de sal. Leve ao lume e assim que ferver junte a farinha de uma só vez, tire do lume, mexa até que o líquido esteja absorvido e leve de novo ao lume. Mexa até que a farinha se desprenda do fundo e paredes do tacho. Tire do lume.
*Deixe a massa arrefecer e assim que estiver a uma temperatura razoável comece a amassar, até que fique macia e lisa.
*Junte os ovos, um de cada vez batendo entre cada adição. No início a massa vai separar-se em vários pedaços mas depois de todos os ovos adicionados, estará novamente macia.
*Por fim Junte o bacalhau escorrido e esfiapado, o chili e os tomates picados. Veja se precisa de sal e tempere com pimenta preta.
*Aqueça muito bem uma caçarola com óleo (o suficiente para que os fritos possam boiar ) e frite colheradas da massa até que os fritos fiquem dourados. Escorra em papel absorvente
*Sirva com molho de chili doce.

Ingredients:Makes 18, aprox.
400 g salty cod, soaked
200 g flour
200 ml water (used for boiling the cod)
200 ml semi skimmed milk
7 eggs
60 g sun dried tomatoes, finely chopped
2 tbsp finely chopped red chili
Salt to taste
Freshly ground black pepper to taste
Sunflower or corn oil to fry
Sweet chili sauce to serve

Preparation:
*Put the cod inside a pan with water and take to the heat. As soon as it starts to boil, remove from the heat and let it cool, keep the water for the dough.
*In another pan put the water (a part in which the cod was cooked), the milk and a generous pinch of salt and take to the heat. Once it starts to boil add the flour all at once, remove from the heat, stir until the liquid is all absorbed and put back over the heat, continue to stir until the dough forms a ball and detach from the walls and bottom of the pan. Remove from the heat.
*Let the dough cool a bit and as soon as you are able to knead it, do so, until it becomes soft and smooth.
*Beat in the eggs,one at a time,beating between aditions, at first the dough will separate into pieces but after all the eggs are incorporated it will be smooth again.
*Stir in the shredded cod, chili and dried tomatoes, season with salt and black pepper to taste.
*Take the oil to the heat in a deep frying pan (enough so the fritters can float in the oil), as soon as the oil is really hot start frying spoonfulls of dough, until golden brown. Put the fritters on top of kitchen paper to drain the excess of oil.
*Serve with sweet chili sauce.

 

Advertisements

3 thoughts on “Fritos de bacalhau com chili e tomates secos # Cod, chili and sun dried tomatoes fritters

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s