Churros de laranja # Orange churros

churros00

 

Em tempos fui conhecida, entre outras coisas que agora não vêm ao caso,  por madrugar, a meio de uma semana gélida de Inverno para fazer churros e chocolate quente. Nesses tempos a minha disponibilidade matinal era outra e os meus pequenos almoços eram bem mais indulgentes comparados com o batido de fruta, sementes e vegetais que conquistou as minhas manhãs. Saboroso e muito mais saudável, é certo, mas continuo a fazer questão de acrescentar uma pitada estimulante de “doce pecado” à vida, para fazer o gosto também à alma.

É uma daquelas tradições de toda a vida. Entre os meses de Maio e Agosto, a começar no Srº. de Matosinhos e passando pelo S. Pedro e o S. João, a alegria colorida das festas populares tem o cheiro doce das farturas e dos churros. Aquelas tiras longas de massa, acabadas de fritar, estaladiças por fora, macias por dentro, que depois de cobertas por uma chuvada torrencial de açúcar e canela ganham estatuto de rainhas das festas de Verão.

No entanto é no Inverno que o calor de um chocolate quente, cremoso e levemente picante mais me pede uns fritos doces e ainda quentes. E quando a vida te dá laranjas e te pede churros, então uns churros de laranja são o caminho a seguir, e sem olhar para trás.

Esta semana que ainda vai a meio já me viu de volta destes churros duas vezes, o que deixa muito a desejar em relação a qualquer plano de detox que eu pudesse eventualmente ter para o mês de Janeiro. Eu até podia dizer-vos que foi tudo a bem do sucesso da receita, já que testar é preciso. Ou ainda que o culpado é o frio que me troca as voltas às boas intenções dietéticas mas a verdade é tão simples quanto isto: São irresistíveis, e isso é quanto basta. 🙂

 

 

In English

In times I was known, among other things that now are not important to mention, for getting up early, in the middle of a freezing winter week to make churros and hot chocolate. In those times my morning availability was different and my breakfasts were far more indulgent compared to the fruit, seeds, and vegetables shakes that rule my mornings now. Still tasty and much healthier, that’s for sure, but I still make a point of adding a stimulating sprinkling of “sweet sin” to life to also feed the soul.

It’s one of those lifelong traditions. Between May and August, starting with Srº. de Matosinhos and passing through S. Pedro and S. João, the colorful joy of the popular feasts has the sweet smell of farturas and churros. Those long strips of dough, freshly fried, crisp on the outside, soft on the inside, which, after being covered by a torrential rain of sugar and cinnamon, gain the status of party queens.

However it is in winter that the warmth of a creamy and slightly spicy, hot chocolate, asks me more for these still hot, sweet fries. And when life gives you oranges and begs you for churros, then orange churros are the way to go, and without looking back.

This week, that is still halfway through, has already seen me around these churros twice, which leaves much to be desired in relation to any detox plan that I might possibly have for the month of January. I could tell you that it was all for the success of the recipe, since testing is necessary. Or blame the cold that turns my dietary good intentions upside down but the truth is as simple as this: They are irresistible, and that´s all to it. 🙂

 

acucar0

 

churros0

 

cl

Faça os churros ainda com a massa quente, pois é muito mais fácil espremer a massa pelo bico do saco de pasteleiro.

Ingredientes:

  • 200 g de farinha
  • 200 ml de sumo de laranja
  • 150 ml de água
  • Raspa de 1 laranja média
  • 1/2 colher de chá de sal fino
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • Óleo para fritar
  • Açúcar e canela para polvilhar

Preparação:

  1. Leve o sumo de laranja com a raspa, a água e o sal ao lume num tacho.
  2. Assim que levantar fervura tire o tacho do lume e junte a farinha e o fermento. Mexa até formar uma bola de massa.
  3. Tire a massa do tacho, amasse até ficar macia e deixe arrefecer um pouco.
  4. Coloque bastante óleo numa sertã (até meio) e aqueça bem.
  5. Ainda com a massa quente, coloque pedaços da mesma num saco de pasteleiro com um bico grande estrelado e vá tirando os churros, de preferência com o mesmo tamanho. Corte com os dedos ou com uma faca.
  6. Frite no óleo bem quente de ambos os lados, até que fiquem dourados.
  7. Coloque os churros em cima de papel de cozinha para retirar o excesso de óleo e passe por uma mistura de açúcar com canela.
  8. Sirva tal como são ou com chocolate quente espesso.

 

oc

When making the churros is much easier if you make them with the dough still warm, otherwise it will be hard to press them through the nozzle.

Ingredients:

  • 200 g of plain flour
  • 200 ml of orange juice
  • 150 ml of water
  • Zest of 1 medium orange
  • 1/2 teaspoon of fine salt
  • 1 teaspoon baking powder
  • Frying oil
  • Sugar and cinnamon for sprinkling

Preparation:

  1. Bring the orange juice with the zest,  water and the salt to a boil.
  2. As soon as it boils, remove the pan from the heat and add the flour and baking powder. Stir until it forms a ball of dough.
  3. Remove the dough from the pan, knead until soft and let cool slightly.
  4. Put enough oil in a frying pan (halfway up) and heat well.
  5. With the dough still warm, put pieces of it in a piping bag with a big star nozzle and make the churros, preferably of the same size. Cut them with your fingers or with a knife.
  6. Fry in the hot oil on both sides until golden brown.
  7. Place the churros on top of kitchen paper to remove the excess oil and pass through a mixture of cinnamon sugar while they are still hot.
  8. Serve as they are or with thick hot chocolate.

 

chocolate0

Advertisements