Gratinado de batatas com bacalhau e ameijoas | Potatoes, cod and clams gratin


Se o tempo em que as postagens deste blog se fazem não fosse tão longo, e permitisse que vos contasse as minhas historias quase em tempo real, eu estaria agora, ainda com o cansaço entranhado em cada gesto,  a contar-vos a história de mais um trilho cumprido e de uma aldeia mágica, bem guardada por encostas profundas, verdes e ondulantes. Mas por agora fico-me  por este gratinado de batatas, bacalhau e ameijoas, perfumado com tomilho limão, que aconteceu dias antes.
Por essa altura andávamos entre o jardim e a horta, a aproveitar o sol dourado de Outono. Podamos as árvores, apanhamos as folhas secas para a pilha de composto e até pusemos a descoberto um nicho entre os cedros, onde uma hera ainda jovem e tenra serpenteia parede acima. Enquanto isso, na cozinha foi-se cozinhando este gratinado cremoso, aromatizado com duas das ervas que ainda restam na horta, o louro e o tomilho limão. Camadas acetinadas de bacalhau refogado com rodelas finas de cebola, azeite e ameijoas e batatas fervidas em natas que se levam por fim ao forno ate alourarem, e vão à mesa a borbulhar de contentamento. E só vos posso dizer que foi uma daquelas refeições que para além do estômago também nos aconchegou a alma. De longe a melhor recompensa depois de um longo dia de trabalho ao ar livre 🙂
In English
If the time that the posts of this blog take to make was not so long and allowed me to tell my stories almost in real time, I would now be telling you, even with the tiredness ingrained in every gesture, the storie about another fulfilled rail and a magic village, guarded by green, deep, undulating hillsides. But for now I´ll stick to this potato, cod and clams gratin, scented with lemon time, that happened days before.
By then we were busy between the garden and the kitchen garden, making the most of the golden Autumn sun. We pruned the trees, picked the dry leaves to the compost pile and even put uncovered a niche between the cedars, were a young and tender ivy winds up the wall. Meanwhile in the kitchen this creamy gratin was being cooked, flavored with two of the remaining herbs left in the kitchen garden: bay and lemon thyme. Satiny layers of cod cooked with thin rounds of onion, olive oil and clams; and potatoes boiled in cream that finnaly go the oven until golden and bubbly. And all I can tell you is that it was one of those meals that comforts not only your stomach but also your soul. By far the best reward you can have after a hard days work 🙂


 



Ingredientes:
1 kg de batatas
4 lombos de bacalhau
200 g de miolo de ameijoas
1 cebola grande, cortada em rodelas finas
1 dente de alho grande, picado
3 colheres de sopa de azeite
7 dl de leite gordo
4 dl de natas
2 folhas de louro
6 hastes de tomilho limão
Pimenta preta acabada de moer a gosto
Sal a gosto
Noz moscada a gosto

Preparação:
*Leve o leite ao lume com o louro, metade do tomilho e um pouco de sal. Assim que levantar fervura tire do lume e verta sobre o bacalhau, tape e deixe assim por 30 minutos.
*Descasque as batatas e corte-as em rodelas bem finas (cerca de 3 mm). Lave bem as batatas e escorra.
*Escorra bem o bacalhau, desfaça-o e tire-lhe as espinhas. Eu uso a pele porque gosto mas podem deixá-la de fora. Guarde o leite.
*Refogue a cebola no azeite quente até ficar bem macia mas sem ganhar cor, junte o alho picado e mexa.
*Junte o bacalhau desfeito e bem escorrido e mexa por fim junte o miolo de ameijoas também bem escorrido e deixe cozinhar por 5 minutos, mexendo de vez em quando. Tempere com sal e pimenta preta a gosto e reserve.
*Coloque as batatas num tacho e cubra com as natas, o leite que usou no bacalhau, junte um pouco de sal, a outra folha de louro e o resto do tomilho e leve ao lume. Assim que levantar fervura deixe cozinhar por 5 minutos em lume forte e com o tacho destapado e depois tire do lume.
*Pré aqueça o forno a 180º, marca 4 do fogão a gás.
*Numa assadeira coloque a mistura de bacalhau e ameijoas, por cima coloque as batatas e a mistura de  natas e leite em camadas e polvilhe noz moscada. A mistura de natas e leite deve ir apenas até ao nível das batatas. Retire o louro e o tomilho.
*Leve ao forno por 45 minutos até que fique dourado.
*Sirva com uma salada verde.

Ingredients:
1 kg potatoes
4 salty cod loins (already soaked in water)
200 g clams meat
1 big onion, thinly sliced
1 big garlic clove, chopped
3 tbsp olive oil
400 ml cream
700 ml full fat milk
2 bay leaf
6 sprigs of lemon thyme
Salt to taste
Freshly ground black pepper to taste
Nutmeg to taste

Preparation:
*Put the milk, bay and half of the thyme into a pan, take to the heat and let it come to a boil. Remove from the heat and pour the aromatic milk over the cod loins, cover and let it be for 30 minutes.
*Peel the potatoes and slice them thinly (3mm or so). You can do this with a mandoline if you prefer. Rinse the sliced potatoes under cold water and drain.
*Drain the cod loins, shred the cod and remove the bones. I like to keep the skin but you can discard it you don´t like it. Keep the milk for the potatoes.
*Cook the onion in the hot olive oil until soft but don´t let it gain color, stir in the chopped garlic. Add the shredded cod and stir, drain the clams meat and add it to the cod mixture. Cook for 5 minutes stirring every now and then. Season with a bit of salt and black pepper.
*Preheat the oven to 180º, 350f, gas mark 4.
*Put the sliced potatoes inside a heavy bottomed pan, cover with the cream, the milk used with the cod, add the other bay leaf, the remaining thyme and season with a bit of salt. Take to the heat and once it comes to a boil cook for 5 minutes, in high heat and with the pan uncovered.
*Place the cod mixture into an ovenproof dish, cover with layers of the cooked potatoes with the cream/milk mix (discard the bay and thyme) and top with ground nutmeg. The cream/milk mix should just come level with the potatoes. Discard the remaining liquid.
*Bake for 45 minutes until golden and bubbly.
*Serve with a green salad.

 

9 thoughts on “Gratinado de batatas com bacalhau e ameijoas | Potatoes, cod and clams gratin

  1. Esse gratinado quase que parece o meu bacalhau com natas: sim, cá em casa é feito com batatas cozidas, que são depois salteadas, juntamente com o bacalhau, no refogado de azeite alho e cebola. No fim, vai tudo ao forno, bem regado com um bechamel de natas e queijo ralado por cima 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s