Tarte basquaise e granizado de melancia # Basquaise tart and watermelon granita

Uma tarte basquaise  e 2,5 kg. de amoras silvestres que me valeram uns quantos arranhões, são tudo o  que tenho para mostrar do fim de semana que passou…

Sábado,
“Todos os anos a mesma espera ansiosa. O mesmo contentamento com a chegada dos primeiros frutos. Começam a chegar aos poucos, ao ritmo que a terra permite, que a vontade por muita que seja, nestes assuntos não  vale de nada. Esperar, esperar é tudo o que posso fazer…
Primeiro os tomates, 3, ainda pequenos mas maduros e sumarentos, acabados de deixar o pé de tomateiro que os susteve e manteve pelo tempo que foi preciso. Nem mais nem menos. Trazem agarrada a rama, com o cheiro característico que só no Verão se pode sentir. Lembro-me de os ver ainda em flor e de imaginar que voltas lhes daria na cozinha. Quando forem muitos e bem vermelhos de tanto sol, vou cortá-los pedaço a pedaço e enchê-los de açúcar e paus de canela, numa panela bem grande. E quando começarem a borbulhar alegremente, sei que terei de novo comigo a avó Tina. Lado a lado, eu e ela na cozinha, de volta de uma panela de doce de tomates apanhados no quintal. Talvez me diga que já não sou (tão) refilona, que “o pobre que me bate à porta” leva a esmola mas já sem a resposta que antes estava sempre pronta a saltar, na ponta da língua… Acho que cresci avó… Já não sou aquela menina que se sentava na soleira da tua porta, a comer os frutos de Verão enquanto olhava o quintal lá de casa…mas continuo fiel a muitas verdades, mesmo àquelas que só são minhas…

Mas por agora são apenas 3 e por serem os primeiros, não podem acabar numa qualquer salada. Vai haver tempo para isso. Dizem-me que há um tempo para tudo e eu acredito. A colheita por pequena que seja,  é uma festa e deve ser celebrada e por isso quero fazer uma tarte. Uma tarte bonita e cheia de sabor, feita de massa areada, amanteigada e estaladiça,  aromatizada com oregãos  que trouxe do Gerês e que sequei. No recheio, cebola, pimento e alho refogados em azeite e cobertos com um flan enriquecido com mozzarella e mais oregãos. E os tomates? Os tomates vão ser a coroa de cor…”Flores” vermelhas, num pequeno lago de flan macio e delicioso. Há lá coisa mais bonita… Até pode haver mas por agora isto basta-me…”

Domingo,
“Hoje não houve panquecas, apenas preguiça matinal. Depois de um almoço improvisado e sem cerimónias, saímos de casa para enfrentar o mar de gente que toma a praia de assalto a cada fim de semana. A pé, percorremos a avenida que se estende ao longo do areal. Pessoas, bicicletas e cães, tudo se mistura num colorido vibrante e em constante movimento. As algas que dão à costa,  enchem o ar com o cheiro a maresia e o vento norte empurra-nos até ao desvio para o interior, onde nos espera um paraíso de amoras silvestres à “mão de colher”.   2 horas, muitos arranhões e 2,5 kg  de amoras mais tarde, lá voltámos a casa pelo mesmo caminho. Tenho as mãos tingidas de roxo e quase caí em cima de um silvado,  mas o sabor destas amoras compensa tudo isto. Agora o frigorífico, transformou-se num cofre, onde guardo pequenas bagas púrpuras como um tesouro,  para explorar nos dias que se seguem… aguardem notícias de uma casinha branca perto da praia…”

Granizado de melancia,
Esta é uma outra história de um outro fim de semana . Comprou-se uma melancia, doce como todas as melancias devem ser e já em casa, desfez-se a polpa e juntou-se-lhe raspa de limão. Daí ao congelador foi um passo e horas depois, com a ajuda de um garfo,  a polpa passou a flocos de gelo colorido, doces e refrescantes.

Basquaise tart and watermelon granita

 

A  basquaise tart, 2.5 kg. of blackberries and a few scratches are all I have to show from the weekend…

Saturday
“Every year the same anxious wait. The same contentment with the arrival of the first fuits. They  begin to arrive gradually, at the rythm that the land allows. The willi has nothing to do with these matters. Wait, wait is all that I can do…
First tomatoes, 3, still small but ripe and juicy, just left the tomato plant that has sustained and maintained them for as long as it was necessary. Neither more nor less. The little branch has the characteristic smell that you can only feel in summer. I remember seeing them in bloom and imagine what would they become in the kitchen. When they are many and red from the sun, I’ll cut them piece by piece and fill them with sugar and cinnamon sticks in a large pot. And when they start to bubble merrily, I will have granny Tina with  me again. Side by side, me and her in the kitchen, around a pot of fresh picked tomatoes from the kitchen garden. Maybe she´ll tell me I am no longer (so) wild, that “the poor man who knocks on my door” gets the alms but no longer the answer that before was always ready to jump at the tip of my tongue* … I think i grew up granny … I am no longer that little girl who sat on the doorway, eating the fruits of summer while looking at the yard, back at your home … but I still keep true to many truths, even those that are only mine …
But for now there are only 3 and because of that, they will not end up in some random salad. There will be time for that. They tell me that there is a time for everything and I believe it.
Although the crop is small, is still a happy occasion, that should be celebrated, so I want to make a tart. A pretty tart full of flavor, made with flaky, buttery pastry, crunchy and flavored with oregano that I brought from Gerês and dried out. In the stuffing, onion, green pepper and garlic, sauteed in olive oil and topped with a flan enriched with mozzarella and more oregano. And the tomatoes? They will be the crown of color … Red “flowers”, flowting in a small lake of soft and delicious flan. Is there anything more beautiful? … So there can be! but for now this is just enough for me … 


watermelon granita,
This is another story of another weekend. We bought a watermelon, sweet as all the watermelons should be and back home, I processed the pulp and added lemon zest. Then I put it the freezer, one hour latter I mixed it to break the ice crystals, and back to the freezer. Another hour and another mix and finally it rested in the cold for a few hours. Then, with the help of a fork, I turned it into coloured ice flakes and served it inside glasses topped with more lemon zest. Beautiful and refreshing. 

 

*Portuguese saying. 

 
Tarte basquaise



Receita adaptada do livro “12 meses de cozinha”


Ingredientes: Massa areada
250 g. de farinha
125 g. de manteiga
1 colher de café de sal fino
2 ovos grandes
2 colheres de sopa de água fria
1 colher de sopa de oregãos secos

Para o recheio:
1 cebola pequena picada
1 dente de alho ralado
1 pimento verde pequeno cortado em cubos pequenos
1 colher de sopa de azeite
3 tomates pequenos, cortados em gomos
200 g. de mozzarella para pizza (uma embalagem)
2 ovos
1 gema
200 ml. de natas (podem ser pasteurizadas)
1 colher de sopa de oregãos secos
Sal e pimenta preta a gosto

Preparação:
*Comece por cortar a manteiga em cubos e guardá-la no congelador por 1 hora, mais ou menos, até ficar gelada
*Depois junte a farinha, a manteiga, o sal e os oregãos no processador e trabalhe-os até ficarem como migalhas grossas.
*Junte os ovos e a água e volte a processar a massa, só até ligar. A massa areada não deve ser amassada em demasia.
*Ponha a massa numa superfície enfarinhada, molde rapidamente um disco, envolva em película aderente e leve ao frio por 30 minutos.
*Unte uma tarteira com manteiga e ponha-a também no frio.
*Para fazer o recheio, refogue a cebola no azeite até ficar transparente. Junte o pimento e deixe refogar  até a cozinha começar a cheirar deliciosamente a pimento frito, junte o alho, mexa e tire do calor.
*Depois da mistura de cebola e pimento estar morna, junte os ovos batidos com a gema, as natas, o queijo, os oregãos, sal e pimenta a gosto. Reserve.
*Tire a tarteira e a massa do frio. Numa superfície enfarinhada, estenda a massa e forre com ela a tarteira, (enrolando a massa no rolo e desenrolado-a em cima da tarteira) aconchegando bem a massa. Com um garfo pique o fundo de massa e leve ao congelador por mais 30 minutos, embrulhado em película, isto evita que a massa encolha ao cozer.
*Pré-aqueça o forno a 190º, marca 5 do fogão a gás.
*Leve a tarteira ao forno por 10 minutos. Tire-a do forno e verta o recheio, espalhando bem o queijo e os pimentos.
*Disponha os gomos de tomate a toda a volta e leve ao forno novamente, por 20 minutos ou até o flan ficar dourado e os tomates ligeiramente assados.

In english


Basquaise tart



Recipe adapted from the book “12 months kitchen”

Ingredients: pastry
250 g. flour
125 g. 
butter,
1 teaspoon fine salt
2 large eggs
2 tablespoons cold water
1 tablespoon dried oregano

For the filling:
1 small onion, chopped
1 clove garlic, grated
1 small green pepper cut into small cubes
1 tablespoon olive oil
3 small tomatoes, cut into wedges
200 g. mozzarella for pizza (one package)
2 eggs
1 egg white
200 ml. 
cream (can be pasteurized)
1 tablespoon dried oregano
Salt and black pepper to taste

Preparation:
* Start by cutting the butter into cubes and store it in the freezer for 1 hour or so, until ice cold.
* Then put the flour, butter, salt and oregano inside a food processor and process until it resembles thick crumbs.
* Add eggs and water and re-process the dough, and stop. The dough should not be mixed  too much.
* Place the dough on a floured surface, quickly make a disk, wrap in cling film and take to the fridge for 30 minutes.
* Grease a tart dish with butter and put it also in the cold.

* To make the filling, sauté onion in oil until translucent. Add the peppers and cook until the kitchen starts to smell deliciously fried peppers, add garlic, stir and remove from heat.
* When the mixture of onions and peppers is lukewarm, add beaten eggs, yolk, cream, cheese, oregano, salt and pepper to taste. 
Reserve.
* Take the tart and the pastry of the cold. 
On a floured surface, roll the pastry not to thin and put it in the tart dish (rolling the dough on a rolling pin and unrolled it on top of tart dish) trimming any extra dough from the edges with a sharp knife . With a fork prick the bottom of dough and freeze for 30 minutes, wrapped in foil, this prevents the dough from shrinking  while baking.
* Preheat oven to 190 º, 375f, gas mark 5.
* Put tart dish into the oven for 10 minutes (directly from the freezer). 
Take it out and pour the filling, spreading it evenly.
* Arrange the tomato wedges around the edge of the tart and bake again for 20 minutes or until the custard is golden and the tomatoes are 
slightly roasted.

Anúncios

10 thoughts on “Tarte basquaise e granizado de melancia # Basquaise tart and watermelon granita

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s