Risotto de cogumelos e tomilho * Cremini mushrooms and thyme risotto

As coisas comigo nem sempre seguem um percurso dito “normal”. E se seria de esperar que eu fosse apanhar cogumelos pela primeira vez neste ano, para em seguida fazer um risotto com eles, vai-se a ver, e o que eu fiz primeiro foi cozinhar o risotto que em seguida me despertou a vontade de apanhar cogumelos.
Tudo começou com duas embalagens de cogumelos marrom, oferecidos como tantos outros ingredientes têm sido ao longo dos últimos anos. É engraço ver o entusiasmo com que as pessoas respondem ao meu gosto (um pouco estranho para alguns, embora não o confessem) por tudo o que se pode submeter à alquimia da cozinha. É também compreensível, afinal de contas uma embalagem, ou duas, de cogumelos, traz-se facilmente do super mercado quando ao fim do dia se regressa a casa. E como (ainda!) não são um artigo de luxo, não implicam gastar uma pequena fortuna a quem mos oferece, com a garantia de receberem em troca um obrigada! tão exuberante como se me estivessem a oferecer uns belos Jimmy Choo.
Depois uma coisa levou à outra. Outono. Os dias a ficarem mais frios. O apelo do calor dos tachos. E aquele mexer pachorrento muito dos risottos, que termina, ou será que começa? Com a primeira e sempre feliz garfada de arroz cremoso que aconchega e satisfaz.
Entretanto o fim de semana chegou e fomos finalmente apanhar cogumelos. E muita areia nas sapatilhas, teias de aranha e apenas alguns míscaros mais tarde, estávamos de regresso a casa. Nessa noite houve míscaros fritos em azeite e alho, servidos ainda fumegantes em fatias de pão rústico torrado, ao compasso de goles de vinho tinto encorpado.
Um início de noite perfeito, proporcionado por um risotto inspirador.
In english
My life, not always follows the “normal” swing of things. And if it was only normal for me to go mushroom picking to cook a risotto afterwards, what I did was totally the contrary. I cooked the risotto, which gave me the urge to go mushroom picking.
It all started with two packs of cremini mushrooms, a gift as many ingredients seem to be in the last few years at this house (lucky me!). It´s funny to see the enthusiasm with which people respond to my fondness (a bit strange for some, although they don´t confess it) for everything that can be submitted to kitchen alchemy. It is also understandable, after all It´s easy to buy one, or two, packs of mushrooms from the super market, on the way back home, at the end of the day. And as they are not (yet!) a luxury item, they don´t imply spending a small fortune to the one who´s offering them, with the certainty that, he or she, will receive an exuberant thank you! from me, just as if they were offering me a pair of gorgeous Jimmy Choo´s.
Then one thing led to the other. Autumn. The days getting colder. And that sluggish stirring of the risotto, that ends, or does it start? With the first blissful forkful of creamy, comforting and satisfying rice.
In the meantime the weekend arrived and finally we went mushroom picking. And lots of sand in the sneakers, spider webs and just a few mushrooms latter, we were ready to return home. That night we ate the mushrooms we picked, fried in olive oil and garlic, steaming on top of toasted slices of rustic bread, to the rhythm of full-bodied red wine sips.
The perfect start off for our evening, provided by an inspiring mushroom and thyme risotto.








Risotto de cogumelos e tomilho



Eu gosto dos meus risottos bastante cremosos e não aguados, até porque aí já não seriam um risotto mas sim um arroz malandro. Mas sintam-se à vontade para juntar um pouco mais de caldo se assim o preferirem.
Mais uma vez comecei este risotto apenas com azeite como são feitos normalmente os risottos de peixe ou de marisco, no entanto tenho vindo a gostar cada vez mais de juntar uma porção pequena de manteiga no final da cozedura que é aquilo que vai dar uma cremosidade extra ao risotto e a que os italianos chamam de mantecatura. A restante cremosidade vem da goma do arroz.
Junto parmesão já no prato, em forma de raspas que derretem maravilhosamente no arroz ainda quente.
Se juntarem bastante parmesão juntem menos sal ao arroz, o parmesão já é bastante salgado.

Ingredientes: 4 pessoas
400 g de arroz Arborio
120 ml de azeite
1,5 lt de caldo de carne leve (vaca ou vitela) de boa qualidade ou caseiro
1 cebola pequena finamente picada
1 talo de aipo finamente picado
1 dente de alho finamente picado
100 g de cogumelos marrom, cortados em fatias finas
1/2 colher de chá de tomilho fresco (só as folhinhas)
1 colher de sopa de manteiga sem sal
Sal a gosto
Raspas de parmesão e folhas de tomilho para polvilhar

Preparação:
*Aqueça o caldo e mantenha-o em lume muito brando para que se mantenha quente.
*Num tacho de fundo espesso aqueça o azeite e refogue a cebola com o alho e o aipo, mexendo até que amaciem, sem deixar que ganhem cor.
*Junte os cogumelos e o tomilho e mexa até que amoleçam.
*Junte o arroz e envolva bem no refogado, até que o arroz fique translúcido e brilhante.
*Junte 1 concha de sopa de caldo e mexa até que seja absorvido pelo arroz. Repita este passo da mesma forma (junte caldo apenas depois do arroz ter absorvido quase na totalidade o anterior) até que o arroz fique cozido, cerca de 20 minutos. Tempere com sal a gosto.
*Por fim junte a colher de sopa de manteiga a gosto e mexa rapidamente, até que derreta e se dilua no arroz.
*Sirva imediatamente polvilhado com raspas de parmesão e folhinhas de tomilho.

Cremini mushrooms and thyme risotto

I like my risottos creamy and not watery, but feel free to add a little bit more of stock if you like it that way.
Once more and because I prefer so, I started this risotto only with olive oil as usual in fish and seafood risottos (although this one is a mushroom one), nevertheless, recently I´ve started to add a small portion of butter at the end of the cooking and I quite enjoy it. The mantecatura, as the Italians name it, which gives the rice some extra creaminess. The remaining creaminess comes from the rice starch.
I prefer parmesan shaves sprinkled on top of the steamy risotto, melting beautifully into the rice.
Adding a generous amont of parmesan means you have to lightly season the risotto with salt. The cheese is already to salty.

Ingredients:serves 4
400 grs Arborio rice
120 ml olive oil
1,5 lt of light, good quality meat stock
1 small onion finely chopped
1 celery stick finely chopped
1 garlic clove finely chopped
100 grs cremini mushrooms, finely sliced
1/2 tsp fresh thyme (only the leaves)
1 tbs unsalted butter
Salt to taste
Parmesan shaves and thyme leaves to serve

Preparation:
*Heat the stock and keep in low heat.
*In a heavy bottomed pan heat the olive oil and add the onion, celery and garlic, cook until soft but not brown.
*Add the mushrooms and thyme and stir, cook until soft.
*Pour the rice into the pan and stir until it becomes translucent and shiny.
*Add one ladleful of hot stock and stir until the rice has absorbed most of the stock. Add another ladleful of stock and continue doing so until the rice is ready, about 20 minutes. Season with salt.
*When the risotto is ready, add the butter and give it a vigorous stir, until it melts into the rice.
*Serve right away with parmesan shaves and thyme leaves.

 

 

Advertisements