Gratinado de abóbora e maça # Pumpkin/apple gratin

É aquela altura do ano. Altura em que mais dia menos dia e à imagem de anos passados, se inicia por aqui um novo ciclo com as abóboras e que normalmente começa com a minha pessoa, num combate frente a frente com  um exemplar de vários quilos.

Descascar e cortar uma abóbora XXL não é propriamente uma tarefa glamorosa e aconselho vivamente a que nunca o façam a seguir a uma sessão de manicure, porque vai ser perda de tempo e de dinheiro, mas ainda assim é uma tarefa a que qualquer foodie que se preze se deve propor pelo menos uma vez na vida. Já agora e sem querer ser demasiado exigente, se também a semearem e colherem tanto melhor. Deixem-me por as coisas desta forma: Há pessoas que se empenham em salvar o mundo. Há outras  que conseguem fazer o pino enquanto lêem o jornal. Já eu posso dizer que, entre outras coisas que agora não vêm ao caso,  descasco e corto abóboras de quase dez quilos sem guardar ressentimentos. E no fim, ainda vou para a cozinha e como recompensa pelo desgaste  físico (uff!), faço este gratinado que é assim tipo doce de inauguração. Inauguração da abóbora, se é que me faço entender.

No entanto, este ano, e para reforçar ainda mais o espírito da estação, juntei-lhe maça raspada. Uma dose extra de sabor e humidade muito apreciada nesta casa que é também uma forma prática e saborosa, de tirar o melhor partido possível, da abundância da colheita de Outono deste ano. E aqui, como noutras receitas, faz toda a diferença usar abóbora fresca e ovos caseiros e mais uma vez, os mercados locais ou feiras, são os sítios ideias para encontrar ambos.

E já que por muito que eu queira, não arranjo maneira de vos fazer chegar até aí desse lado, umas quantas maças ou fatias de abóbora (acabada de descascar, claro!), fica então pelo menos aqui a receita.

Fiquem bem :))

In english

Is that time of the year. Time when sooner or latter and like in previous years, a new cicle with pumpkins begins here, a cicle that usually starts off with me, in a face to face combat with a specimen weighing several pounds.

Peeling and cutting a XXL pumpkin is not exactly a glamorous task and I would strongly recommend that you never do it after a manicure session, because it will be a waste of time and money, but nevertheless is one task that every foodie worth It´s salt should do at least once in a lifetime. And far from me to sound too demanding but if you plant it and harvest it, so much the better. Let me put it to you this way: There are people who strive to save the world. There are others who can read the newspaper with their head down and legs up. Well, as far as I´m concerned, I can peel and cut a 22 pounds pumpkin without a hint of resentment. And in the end I go the kitchen and  cook this gratin, as a reward for the physical wear, gratin that is so to speak a kind of opening sweet. Pumpkin “opening”, if I make myself understood.

However, this year, and to further strengthen the spirit of the season, I add to it some shredded apple. An extra amount of flavor and moistness, that is most appreciated in this household and is also a practical and tasty way of getting the best of this year´s Fall abundant harvest.

Here like in other recipes, using freshly cut pumpkin and free range eggs makes all the difference and the local markets are the best place to find both.

And for as much as I want, I can´t seem to find a way of sending some apples or slices of already peeled pumpkin to you on that side of the screen, at least I leave you here the recipe.

Be well :))

 

 



Gratinado de abóbora e maça

Adaptado de uma receita de Danièle Mazet- Delpeuch, aquela que foi a cozinheira privada de François Mitterrand durante dois anos da sua presidência (1988 – 1990), experiência essa que inspirou o filme “Les saveurs du palais” estreado em Setembro passado.
 

Ingredientes: para 6 pessoas
400 g de puré de abóbora amarela
100 g de farinha sem fermento
100 g de farinha de arroz
110 g de manteiga sem sal
120 g de açúcar
100 g de maça raspada (golden) ou outra maça doce
1 dl de natas
3 ovos, de preferência caseiros
1 colher de chá de extrato de baunilha ou 3 gotas de essência
1 colher de chá de sal fino
Açúcar em pó para polvilhar
Manteiga para untar

Preparação:
*Pré-aqueça o forno a 180º, marca 4 do fogão a gás.
*Numa taça junte as farinhas, o sal, a baunilha, as natas, a maça e a abóbora e mexa bem.
*Derreta a manteiga em lume brando e deixe arrefecer um pouco.
*Bata as claras em castelo; e as gemas com o açúcar até ficar com um creme esbranquiçado. Eu bato primeiro as claras para evitar ter que lavar a peça da batedeira. É mais prático e não perco tempo.
*Junte o creme de gemas à mistura de abóbora, mexa e junte a manteiga, mexa mais uma vez para ligar e por fim envolva as claras batidas em castelo, sem bater.
*Unte uma taça larga com manteiga, verta a mistura e leve ao forno por 25 a 30 minutos até o pudim ficar dourado e firme.
*Sirva polvilhado com açúcar em pó.

Pumpkin/apple gratin

Adapted from a Danièle Mazet-Delpeuch recipe, the woman who was the private cook of François Miterrand during two years of he´s presidency  (1988 – 1990). This period of her life inspired the movie “Les saveurs du palais” released last September.

Ingredients: 6 servings
400 gr. yellow pumpkin puree
100 gr. flour, not self rising
100 gr. rice flour
110 gr. unsalted butter – 8 tbs
120 gr. caster sugar
100 gr. shredded apple (golden) or other sweet apple
1 dl single cream
3 free range eggs
1 tsp vanilla extract
1 tsp salt
Icing sugar for dusting
Butter for dish

Preparation:
*Preheat your oven to 350F, 180º, gas mark 4.
*In a bowl mix together the pumpkin, apple, flours, single cream, vanilla, and salt.
*Melt the butter under low heat and let it cool.
* Beat the egg whites until firm and beat the yolks with the sugar until pale and fluffy. I beat the whites first because I can beat the yolks right away without washing the mixer paddle attachment.
*Add the yolks cream to the pumpkin/apple batter and mix. Add the butter and mix again. Finally fold in the egg whites gently until well combined.
*Butter a ceramic oven proof dish, or 4 small oven proof bowls, pour the batter inside and bake for 25 to 30 minutes , until golden and firm.
*Serve warm with a good dust of icing sugar.

 

Advertisements

15 thoughts on “Gratinado de abóbora e maça # Pumpkin/apple gratin

  1. hehe Mónica! Bem sei o que é uma abóbora XXL!
    Por cá vou-me contentando com as butternut squash, um tamanhinho mais confortável 😉
    A tua sugesta*o é algo me deixou curiosa, interessante combinac,ao!
    Beijinho*

    Gostar

  2. Este ano a minha colheita de abóboras ainda não chegou. Mas ano passado vi-me a braços com uma abóbora de 8kg e a coisa não foi bonita! Eu, armada da faça maior que havia lá em casa a “trinchar” aquele belissimo exemplar de agricultura biologica oferecido por um amigo. E depois foi doces, chutneys, sopas, assados, etc… Enfim, ainda me restam 2 frascos de chutney, para continuar a apreciar.
    Este teu ritual do gratinado lembrou-me a abertura dos parmesão, que também tem o seu ritual…

    Gostar

  3. Olá Mónica! Andei um pouco afastada, mas hoje voltei para ficar. Fiz-te uma longa visita para me inteirar melhor das tuas iguarias e deliciei-me além das receitas, com as tuas magníficas fotos. Congratulo-me contigo pelo teu sucesso nas revistas estrangeiras e não só! Parabéns! Que o teu sucesso continue para além da crise! Nós cá estaremos para te acompanhar. Um abraço da Bombom

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s