Risotto de cogumelos shiitake e vinho Porto # Shiitake mushrooms and Port wine risotto

 

mesa10

 

A minha “relação” com o risotto nunca chegou a ser de ódio mas com o tempo e a ajuda da minha capacidade de aprender a gostar de quase tudo ( fígado não, por favor!) acabou eventualmente por ser de amor. Começou pela indiferença. A reação normal de alguém que até então criava uma certa resistência a todos os arrozes que incluíssem álcool e manteiga na mesma receita. Ainda agora não gosto particularmente de vinho branco no risotto, prefiro bebidas mais aromáticas como vermute ou Porto. Mas lentamente algo foi mudando e muito à conta dos cogumelos selvagens que trazemos para casa nas nossas idas à mata. Continue reading “Risotto de cogumelos shiitake e vinho Porto # Shiitake mushrooms and Port wine risotto”

Arroz malandro de bróculo roxo e bacon fumado # Purple broccoli and smoked bacon "malandro" rice

 

Pois foi muito lombo avantajado de bacalhau, bem regado com azeite e alho. Pois foi muita fatia de bolo rei, bem acompanhada com queijo de Seia. Pois foi muito bolinho de bolina. E ainda mais o pão de ló de Alfeizerão e as pêras secas. E o cheirinho da canela a conquistar suavemente cada canto desta casa. E mais o tinto e o champanhe que festa que é festa quer-se espirituosa, borbulhante e hidratada 🙂 E tantas, tantas outras coisas que foram feitas para aquecer o coração e alegrar a alma.
E agora há que aprender outra vez o caminho para a normalidade. Guardar para sempre as memórias recém criadas e começar o novo ano pela simplicidade das outras coisas, aquelas de todos os dias, que sem serem  festivas ou borbulhantes, me aquecem o coração e me alegram a alma, com o mesmo peso e na mesma medida, como este arroz de bróculo roxo que encontro raras vezes na feira e bacon fumado, bem malandro, de calda espessa e aromática, coroado com um ovo frito em azeite. Nada de extravagante mas cheio de sabor e isto por agora é tudo o que preciso.
In English
And there was a lot of fat loins of cod, well dressed with olive oil and garlic. And there was a lot of pumpkin fritters. And there was a lot of bolo rei slices, well accompanied with Seia cheese. And even more Alfeizerão sponge and the dried pears. And the scent of the cinnamon conquering softly each and every corner of this house. And then the red and the champagne, for a real party is wanted witty, bubbly and hydrated 🙂 And so many other things that were made to warm up the heart and to bring joy to the soul.
And now I must learn again the path to normality. Save forever the recently created memories and start the new year by the simplicity of the other things, those of the everyday life, that without being festive of bubbly, warm up my heart and rejoice my soul, with the same weight and in the same measure, like this purple broccoli, (that I find rarely in the farmers market) and smoked bacon rice, malandro, like we say here in Portugal with thick, aromatic broth, crowned with an egg fried in olive oil. Nothing of extravagant but filled with flavor and this right now is all that I really need.

 

Ingredientes: 4 pessoas
400 g de arroz agulha
300 g de bróculo roxo cortado em pedaços pequenos (parte das couves também)
100 g de bacon fumado cortado em tiras
3 colheres de sopa de azeite
1 cebola média picada
Sal a gosto
Pimenta preta acabada de moer, a gosto

Preparação:
*Refogue o bacon e a cebola no azeite quente até a cebola ficar bem alourada mas sem deixar queimar e o bacon ficar ligeiramente tostado.
*Junte o triplo da quantidade de arroz em água. Aqui também pode usar caldo de vegetais mas eu prefiro sentir o sabor do bróculo e do bacon apenas.
*Assim que levantar fervura junte o bróculo cortado, tempere com sal e pimenta preta a gosto e deixe cozer por 5 minutos. Junte o arroz.
*Mexa e assim que levantar fervura mexa novamente para separar os grãos.
*Coza em lume baixo cerca de 10 a 12 minutos até o arroz começar a abrir, pelo meio mexa 1 ou 2 vezes para libertar a goma do arroz e dar um pouco de consistência à calda.
*É ótimo simplesmente com um ovo frito em azeite em cima.

Ingredients:4 people
400 g needle rice
300 g of purple broccoli cut into pieces (florets and leaves)
100 g smoked bacon cut into pieces
3 tbs good olive oil
1 medium onion chopped
Salt to taste
Black pepper to taste (freshly ground)

Preparation:
*Using a heavy bottomed pan, fry the onion and the bacon in the hot olive oil,just until the onion is beginning to gain color and the bacon becomes crispy.
*Add three times the quantity of rice in water. You can also use some vegetable stock but I prefer to feel the lovely taste of the purple broccoli and the bacon with no other interference.
*As soon as it comes to a boil, add the broccoli, season with salt and pepper to taste and let it cook for 5 minutes.
*Add the rice, give it a mix and when it comes to a boil mix again to separate the rice grains.
*Cook in low heat with the lid half on, for 10 to 12 minutes until the grains begin to open up. In the meantime give it another mix or two to release the starch of the rice and give a little more body to the stock.
*It´s great simply with an egg fried in olive oil on top.

 

Everyday made special # Espetadas de porco marinado com arroz cremoso de cogumelos

 



Eu gosto de um certo grau de mudança na minha vida. De trocar as voltas às rotinas. De fazer coisas novas. De partir à aventura deixando sempre algum espaço à espontaneidade. De virar a casa do avesso só porque comprei um tapete ou uma almofada. E de provar ingredientes diferentes, claro. E por vezes, muito raramente, por uma qualquer razão que a própria razão desconhece, os planetas alinham-se na perfeição e acontecem algumas dessas mudanças de uma só vez. E fazem-se planos sobre novos lugares, com a casa ainda a recompor-se da última intervenção anti-rotina, enquanto ao lume se vai cozinhando um arroz de cogumelos, cogumelos que eu nunca tinha provado antes: shimeji castanhos e brancos e erinji. Um arroz rápido e cremoso, levemente amanteigado, acompanhado por umas espetadas de porco marinado e folhas estaladiças de beterraba que trouxe da feira.
Estes cogumelos são bastante saborosos e têm o sabor típico dos cogumelos mas são mais delicados. Imaginem uma brisa com sabor a cogumelos, suave e leve. Foi essa a sensação que me deixaram na boca. Gostei especialmente dos erinji pela textura fofa. Os caules parecem almofadas super macias mas compactas, ótimas para absorverem temperos.
Um jantar simples que podia ter sido como tantos outros, não fossem os pequenos/grandes detalhes que o tornaram especial :))

In English
I like to have a certain amount of change in my life. To twist the turns to all routines. To do new things. To go on an adventure leaving always some space to spontaneity. To turn the house upsidown just because I bought a carpet or a cushion. And to try new ingredients. And sometimes, very rarely, for some reason that reason itself is unaware of, the planets align, and some of those changes hapend at the same time. And plans about new places are made, with the house still recovering from the last anti-routine intervention, while a mushrooms rice cooks on the stove, mushrooms I never tasted before: white and brown shimanji and erinji. A quick, slightly buttery and creamy rice served with some marinated pork and crunchy beetroot leaves that I bought on the farmers market.
These mushrooms are very tasty and they have the typical mushrooms flavor, but they are more delicate. Imagine a brise with the taste of mushrooms, soft and light. That was the sensation they left in my mouth. I especially liked the erinji mushrooms, for it´s fluffy texture. The stems feel like super soft but compact cushions, wonderful to absorb seasonings.
A simple dinner that would have been just like so many others, if were notfor  the small/big details that made it special :))

 

 


Preparação:
*Misture todos os ingredientes para a marinada e envolva a carne com ela. Deixe assim pelo menos por uma hora.
*Coloque 3 cubos de carne em cada espetada e grelhe em grelhador bem quente baixando o lume para médio/baixo, para que a carne cozinhe por dentro sem queimar logo por fora, cerca de 4 minutos de cada lado dos cubos (16 a 20 minutos no total e dependendo do tamanho dos cubos).
*Enquanto a carne grelha aqueça o azeite e refogue a cebola até ficar alourada, junte o alho, mexa e junte os cogumelos, mexa um pouco e junte o caldo de galinha. Assim que ferver junte um pouco de sal e pimenta preta a gosto. Junte o arroz, mexa. Baixe o lume para o mínimo e tape o tacho. Deixe cozinhar até ficar al dente, cerca de 12  minutos. Tire do lume e junte a manteiga, mexa bem e sirva com as espetadas e com folhas de beterraba.

Ingredients: serves 4
12 small cubes of pork loin
Marinade:
2 tbsp tomato passata
2 tbsp of worcester sauce
2 tbsp white wine
1 tbsp lemon juice
Salt to taste
Freshly ground black pepper to taste
For the rice:
5 small coffee cups (european coffee cups) of jasmine rice
200 g mushrooms (I used brown and white shimeji and also erinji)
1 small onion finelly chopped
1 garlic clove finelly chopped
2 tbsp olive oil
3 times the volume of rice in chicken stock
2 tbsp butter
Sal to taste
Freshly ground black pepper to taste
Samll beetroot leaves

Preparation:
*Mix all the ingredients for the marinade and coat the meat with it. Leave for 1 hour.
*Drain the meat and put 3 cubes in each stick and place on a hot grill, reducing the heat to medium/low, so that the meat cooks through without burning too fast, about 4 minutes to each side of the cubes (16 to 20 minutes total, depending on the size of the meat cubes).
*While the meat cooks, heat the olive oil in a heavy bottomed pan and fry the onion until soft and slightly colored, stir in the garlic and add the stock. Once it comes to a boil stir in the rice, and season with salt and black pepper to taste. Cook in low heat with the lid on, until al dente, about 12 minutes. Remove from the heat and stir in the butter, until melted and velvety. Serve with the meat, with some small crunchy beetroot leaves.