Fork magazine and red bean and avocado tacos # Revista Fork e tacos de feijão vermelho e abacate

Na passada Quinta feira recebi em casa a última edição da revista Fork, onde está uma menção ao Pratos e Travessas.
Há algum tempo atrás, fui contactada pela Caroline Vail e alguns emails mais tarde (e semanas também) eu finalmente tinha a Fork nas mãos. E na página 14 ( dedicada a 4 food bloggers) lá está a minha “criança” em muito boa companhia… Vejam mais abaixo.
A revista tem um site lindo que podem visitar aqui. Aproveitem!

Nos meus sonhos culinários mais arrojados, eu vivo idilicamente num paraíso de ingredientes dos quatro cantos do mundo, para mais cedo ou mais tarde acordar e descobrir que ainda não é desta que posso fazer um mole mexicano como manda o figurino, porque não tenho onde comprar chilis mulatos, anchos e … Bom, a lista é interminável e longe de mim cansar-vos com as minhas frustações de cozinha.

Tudo começou há já alguns anos, quando quis o destino que eu me cruzasse com o livro “Como água para chocolate” da escritora Laura Esquivel. E foi amor à primeira palavra. Página a página fui descobrindo no enredo da história de uma família mexicana, alguns dos pratos típicos do México. E do dia para a noite, mergulhei num universo paralelo, onde a magia das emoções se misturava com o aroma familiar de uma sopa de fideos (aletria), o requinte voluptuoso e sensual de umas codornizes em pétalas de rosa e o poder restaurador da alma, que só um caldo de rabinho de boi tem.

Mais tarde fiz-me de convidada para as fiestas da Frida (Kahlo) e pela segunda vez, sentei-me à mesa com o México. Desde então não parei de pensar nas receitas que gostaria de experimentar, mas entre mim e este país, para além do imenso oceano que nos separa, existiu sempre uma outra barreira, e essa  para já intransponível, feita de centenas de variedades de pimentos frescos e secos, mais ou menos picantes. Uns grandes, outros pequenos mas todos (ou quase todos) inacessíveis.

Mas ainda não estava tudo perdido. A primeira receita que fiz  foi a de chiles em nogado – pimentos poblanos (usei verdes) assados  e recheados com uma mistura de carne e fruta que depois são passados por ovo e claras batidas em castelo e fritos. Ficam fofos e macios como deliciosas almofadas comestíveis, sendo depois servidos com um molho de queijo branco e noz e polvilhados com bagos de romã. São trabalhosos mas gostei. Bastante até. Já o resto da família, nem por isso. Conclusão: não os voltei a fazer, daí não haverem registos nas páginas deste blog. Depois vieram as tortilhas com a aprovação unânime de toda a família e assim começou por aqui a época dourada das fajitas, enchiladas e tacos. Deixei de lado os chilis e passei a usar o que tinha disponível, o que me leva à receita de hoje.

Estes tacos têm uma certa qualidade de fast food que os meus filhos adoram. Mas o melhor de tudo é que além de serem super saborosos são também super saudáveis. Feijões esmagados grosseiramente com abacate e bem temperados, envolvidos numa tortilha que vai a fritar até ficar dourada e estaladiça. Por fim servem-se com uma boa camada de tiras de alface, rodelas finas de cebola, cubos de tomate e pimento, rabanetes laminados, coentros picados, natas temperadas com sal, cominhos e flocos de chili e para os que acham que picante nunca é demais, como eu, uma boa dose de tabasco.

A receita é assim:



Tacos de feijão vermelho e abacate

Não há nada que eu não goste numa tortilha frita. Assim que sai da sertã é estaladiça sem deixar de ser delicada… Gosto! E passado algum tempo fica mole e tão macia, quase ao ponto de derreter-se à primeira dentada… Também gosto!
Dos recheios só posso dizer que  não há limites. Usem a vossa imaginação e o bom gosto que eu sei que vocês têm :))

Ingredientes: 4 tacos
4 tortilhas de farinha
400g de feijão vermelho cozido – eu continuo fiel ao princípio de usar feijões secos e cozê-los em casa mas se preferirem usar de lata ou de frasco, estão à vontade.
200g de abacate – 2 abacates pequenos – esmagados com sumo de 1 limão, para não escurecerem
1 colher de sopa de azeite
Rodelas finas de cebola
Tomate maduro mas firme, sem sementes e cortado em cubos pequenos
Pimento verde cortado em cubos pequenos
Rabanetes laminados
Alface crespa ou romana – cortada em tiras
Coentros picados
Cominhos
Flocos de chili
2 dl natas – no tal do paraíso de ingredientes de que vos falei acima, eu usaria crème fraiche, mas na minha cozinha terrena, só havia natas. Façam o favor de escolher o que mais vos der jeito.
Sal
Pimenta preta
Tabasco
Gomos de limão
Óleo (uso de soja ou girassol) para fritar

Preparação:
*Tempere as natas com sal, pimenta, flocos de chili e cominhos a gosto.
*Esmague os feijões grosseiramente e misture-os com o abacate e o azeite. Tempere bem com sal, cominhos e pimenta. Se não tiver crianças por perto e se gostar, junte também um pouco de flocos de chili.
*Antes de rechear e fritar os tacos, tenha já todos os restantes ingredientes cortados e prontos a usar.
*Aqueça um pouco de óleo numa sertã, não muito, o suficiente para lubrificar a sertã.
*Ponha uma tortilha dentro da sertã e num dos lados da tortilha, ponha uma boa dose de mistura de feijões. *Dobre a outra metade da tortilha sobre os feijões e vire (uso uma pinça de cozinha para evitar que o recheio caia) , de forma a dourar do outro lado. Isto demora cerca de 1 minuto para cada lado.
*Retire da sertã e pouse sobre papel absorvente. Faça o mesmo com todas as tortilhas.
*Recheie os tacos com os vegetais cortados e os coentros, sirva com o molho de natas, sumo de limão e se gostar, uma boa dose de tabasco.

In english
Last thursday, I received at home the latest issue of Fork magazine, were Pratos e Travessas is featured.
I was first contacted by Caroline Vail and a few emails (and weeks) latter, i finally had Fork in my hands. And there it was, my “baby” in page 14 (dedicated to 4 food bloggers) in great company… See above.
Fork magazine has a wonderful site, so be sure to check it out here.

In my wildest culinary dreams, I live in a idylic paradise of ingredients from the four corners of the world, to wake up sooner or latter and find out that I still can´t make a proper mexican mole, because I don´t have where to buy chilis mulatos, anchos… Well, the list is endless, and I don´t want to bore you with my kitchen frustrations.

It all started a few years ago, when, by the will of fate, I was introduced to Laura Esquível beautiful book “Like water for chocolate”. And it was love at the first word. Page by page, I discovered in the plot of a mexican family history, some of the traditional foods of México. And just like that, from day to night I dived into a paralell universe, where the magic of emotions mingled with the familiar scent of a sopa de fideos , the voluptuous and sensual refinement of Codornizes en pétalas de rosa and the soul restorative power that only a caldo  de rabinho de boi has.

Latter I invited myself to Frida kahlo´s fiestas, and once again I set at the table with México. Since then, I never stopped thinking about all the recipes I wanted to try. But between me and this country, besides the endless ocean, there´s also another impassable barrier, made of hundreds of chilis varieties. Dried and fresh, some hot, others not so much. Big and small, but all of them (or almost all of them) inaccessible.
But not everything was lost. The first mexican recipe I recreated at home was chiles em nogado – Grilled poblano peppers (I used green ones), stuffed with a mixture of meat and fruit, coated with beaten eggs and beaten egg whites and then deep fried. They become fluffy like tasty, edible cushions. Finally they are served topped with a soft cheese and walnuts sauce and a few pomegranate seeds. A bit time consuming, but heaven on a plate. I loved it! The rest of the family not so much, so I never made them since, and that´s the reason why you don´t find them in the archives of this blog. Then came the tortilhas, with the cheers of this household. And so it began the golden era of tacos, fajitas e enchiladas. I put my chilis issues apart and started using what I had available, which leads me to today´s recipe.
These tacos have a certain fast food quality that my sons love. But the best part is that besides being so tasty, they are also so good for you. Well seasoned mashed red beans with avocado, wrapped in a soft flour tortilha and then slightly fried until golden brown and crispy. Then they are topped with stripped lettuce, thin onion slices, diced tomatoes and pepper, laminated radishes, chopped cilantro, cream sauce and for those of you, who think that heat is never enough, like I do, a good dose of tabasco.
The recipe goes like this:
Red bean and avocado tacos
There´s nothing I don´t like about a fried tortilha. As soon as it leaves the frying pan, is crispy and yet delicate… I like it!… Some time latter it becomes soft to the point of almost melting at the first bite… I also like it!
As for the fillings, all I can say is that there are no limits. Use your imagination and the good taste that I know you have :))
Ingredients: 4 tacos
4 flour tortillas
400g cooked red beans – I´m still faithful to the principle of soaking and cooking my beans but if you prefer you can use canned or bottled ones.
200g ripe avocado – 2 small avocados, mashed with the juice of 1 lemon, so it won´t darken
1 tbs of olive oil
Thin slices of onion
Ripe but firm tomatoes – deseeded and cut into small cubes
Green pepper – cut into small cubes
Radishes – laminated
Shredded romaine lettuce
Chopped cilantro
Cumin
Chili flakes
Single cream – In that idylic ingredients paradise I told you about earlier, I would use crème fraiche, but single cream was all I found in my fridge. Please use what you think it´s best.
Salt
Black pepper
Tabasco
Lemon slices
Oil for frying (I use soy or sunflower oil)
Preparation:
*Season the cream with salt, pepper, chili flakes and cumin.
*Mash the beans roughly and mix them with the avocado and olive oil. Season well with salt, cumin and pepper.
*Put the oil in a frying pan, just enough to coat the base and heat it. Put 1 tortilha inside and place a generous amont of beans/avocado mixture on top of one half of the tortilla and fold the other half  over the beans. Turn the tortilla over gently, and let it gain some color, this will take 1 minute for each side.
*Remove from the pan and drain over some kitchen paper. Do the same for each tortilla.
*Top the tacos with the veggies, cilantro, cream sauce, lemon juice and if you like it, a good splash of tabasco.
Enjoy!
Advertisements

10 thoughts on “Fork magazine and red bean and avocado tacos # Revista Fork e tacos de feijão vermelho e abacate

  1. Mónica, passo muitas vezes no seu blog e vou acompanhando as actualizações. Não costumo deixar comentários: acredite, sinto genuinamente que cada post, cada foto está tão perfeita e cada texto no sítio certo que a maioria das vezes fico sem palavras, fascinada pelas imagens e pelos textos 🙂 O que gosto muito no seu blog é também o facto de postar receitas pertinentes, com conteúdo, de sabores nossos e típicos, como o bacalhau ou os pastéis de nata. Faz um trabalho espantoso que só merecia mesmo ter destaque numa revista internacional. Muitos parabéns e continuação de bom trabalho 🙂

    Gostar

  2. Mónica,
    Sou daquelas que ando neste tipo de mundo virtual há muito pouco tempo, mas pelo que conheço o seu blogue é sem dúvida dos melhores que já vi a todos os níveis.
    Prima pela qualidade, originalidade, criatividade e bom gosto.
    Não a conheço, mas é um prazer saber que quem tem nivel, competência e qualidade é reconhecido a nível internacional. Desejo-lhe continuação de muito sucesso e felicidades.:)
    Bj.

    Gostar

  3. Parabéns por apareceres numa revista internacional! Acho que deve ser o sonho de qualquer food blogger, não? 🙂

    E esses tacos devem ser ótimos, gerealmente faço uma versão semelhante mas com hummus em vez de feijão vermelho… Acho que da próxima vez vou variar!

    Gostar

  4. Hey Monica, First of all..I LOVE YOUR PHOTOGRAPHY & YOUR BLOG! Its beautiful, creative and always manages to inspire me in so many ways! I came to this page and saw your post about being mentioned on Fork magazine – and instantly I went “hey, so was I”…I saw the page from the magazine and was so thrilled and excited to see my blog being place right next to you and Helene. It is so awesome…because you two are one of my favorite bloggers. I live in India so I couldn't receive a copy of the magazine…thank you so much for posting it on your blog, I got to see the feature today 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s