A origem de todas as receitas…

 

Quando comecei este blogue, há já quase dois anos atrás, o entusiasmo de começar a partilhar as histórias e receitas que eu tinha acumulado ao longo dos anos, foi tanto, que na altura, nem sequer me lembrei de fazer uma pequena introdução de tudo aquilo que estava para vir.

É claro que quem tem seguido as minhas andanças por aqui, já conhece um pouco de mim, pelo menos assim eu espero…Em todo o caso, acho que ainda vou a tempo de vos falar mais um pouco sobre a cozinheira e a cozinha do “Pratos e Travessas”.

Eu!…

Sou casada com o João e mãe do Daniel e do João Pedro.
Vivo em Gaia perto da praia e gosto muito do mar, mas o meu elemento é a terra em especial as Serras do Gerês que adoro.
Muito ligado à terra e à nossa cultura e raízes é o grande respeito e verdadeiro orgulho que tenho pela cozinha tradicional portuguesa. É uma das minhas paixões. E claro, tenho uma grande admiração pela Maria de Lourdes Modesto e pela Maria Odette Cortes Valente.
Lembro-me que a par dos sabores que saíam das cozinhas onde cresci, também as cores, as texturas e a criatividade da pintura e do desenho, eram (e são) muito importantes para mim.
Durante alguns anos continuei a manter a prática  e tenho nas paredes da minha casa, algumas das telas que criei nessa altura,  mas depois nasceram os filhos e tornou-se impraticável dispor de horas e horas de concentração e com muita pena minha deixei quase por completo de praticar. Ainda assim, os desenhos ainda vão aparecendo de vez em quando, sempre que alguma coisa me desperta o interesse ao ponto de me fazer pegar num lápis e numa folha de papel e ver se ainda não perdi o jeito!
Hoje sei que é através da cozinha que eu vivo mais intensamente,  a criatividade, as cores e as texturas…

A comida!…

Não sei explicar mas a comida desde sempre me atraiu, não só enquanto alimento mas mais ainda enquanto objecto de contemplação.
Eu cresci perto de três grandes cozinheiras, a minha avó Tina, a minha tia Natércia e claro a minha mãe Fátima e todas elas tinham formas diferentes de viver a comida.
A minha avó era a mais tradicional, a minha tia era a mais consistente, muito virada para o gosto dos filhos, já que sendo dona de casa, cozinhava “de manhã, à tarde e à noite” e a minha mãe sendo a mais nova dos cinco irmãos, era a mais moderna e “requintada” mas com um fundo tradicional.
Quanto a mim, tal como um estufado que se deixa em lume lento a apurar, fui absorvendo os sabores dessas três cozinhas, diferentes mas ligadas entre si pelos laços de sangue e de afetos.
Ainda hoje procuro o sabor da carne à jardineira ou do bacalhau assado com pimentos da minha avó mas mesmo fazendo a receita exactamente como ela fazia, não me sabe tão bem, falta-lhe o mais importante, o toque das suas mãos…

O agora!…

A verdade é que adoro este espaço que fui criando aos poucos, aprendendo a cada passo, com um ou outro tropeção pelo meio e no fundo, hoje encaro o Pratos e Travessas como uma forma de devolver à vida toda a informação que me foi dada por pessoas e livros durante todos estes anos, eu acredito  que é uma questão de tempo até termos que devolver aquilo que nos foi somente emprestado.
Para além disso, aqui, eu posso dar asas à minha criatividade, quer seja com os textos, as fotografias ou claro com as receitas.
E porque a criatividade é um dos meus ofícios, este espaço vai estar sempre em evolução, até porque parar é morrer…
A verdade é que o Pratos e Travessas tem sido uma grande fonte de alegria, de diversão e também de muito trabalho para mim e de reconhecimento por parte daqueles que o apreciam e isso claro é o melhor combustível para continuar em frente e crescer, até porque, como já alguém disse “O céu é o limite” …

Mónica Pinto
25-01-2010

6 thoughts on “A origem de todas as receitas…

  1. Olá Mónica.

    Ando agora numa de pesquisar blogs de culinária portugueses (tb pq recentemente criei o meu) e cheguei ao teu e tive que parar durante um bom bocado.

    Adorei. As fotos estão muito bonitas.

    Vou seguir o teu blog com atenção.

    Boas receitas!
    Ana Luísa

    Gostar

  2. Olá Mónica,

    Descobri hoje o teu blog durante mais uma das minhas pesquisas sobre cozinha tradicional portuguesa. Parabéns pelas receitas, pelo bom gosto, mas principalmente pelo amor que transmites em tudo que nos fazes chegar. Parabéns!

    Um beijinho desde Barcelona

    Marlène

    Gostar

  3. Ana Luísa,
    obrigada pela atenção!
    Fico sempre muito contente quando me dizem que gostam do que faço aqui no Pratos, faz-me sentir que tudo isto vale a pena também para as pessoas que estão aí do outro lado do ecran.

    Beijinhos:)

    Babette,
    Já nos conhecemos um bocadinho destas lides “blogosféricas” e é claro que fiquei super feliz ao ler o teu comentário.
    Obrigada querida

    Beijinhos:)

    Marléne,
    Obrigada de coração pelas palavras tão cheias de carinho e apreço. Palavras assim encorajam e mimam e são das melhores prendas que me podem dar!

    Obrigada e beijinhos:)

    Gostar

  4. Olá Monica? Parabéns pelo blog é maravilhoso assim como as fotos tudo de muito bom gosto. Gosto de fazer tuas receitas porém as vezes fico na dúvida quando manda usar fermento em pó ! Minha dúvida fermento em pó químico ou fermento em pó seco? Fico muita agradecida pelo esclarecimento. Um grande abraço sandra Lôri Becker

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s